Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Entenda os benefícios financeiros dos aquecedores solares

O retorno do investimento com a economia gerada é de aproximadamente dois anos e quatro meses.


Você sabe quanto custa um sistema residencial de aquecimento solar e quanto tempo é necessário para ter o retorno do investimento? O DASOL – Departamento Nacional de Energia Solar Térmica fez o cálculo. A simulação deixa mais fácil entender os benefícios econômicos proporcionados pelo sistema que substitui parcialmente a energia elétrica.

Para realizar a análise, a DASOL considerou as condições de uma família de cinco pessoas, tendo cinco banhos diários com cerca de oito minutos cada. Nestas circunstâncias, o consumo de energia anual sem aquecimento solar seria de 3.240 kWh. O consumo anual desta mesma família com o equipamento instalado cairia para 2.400 kWh, o que representa uma economia de 840 kWh ao ano. Em reais, este valor é de R$ 894,24.

O preço aproximado de um sistema instalado com capacidade para 200 litros é em média R$ 2 mil. De acordo com a instituição, o retorno do investimento com a economia gerada é de aproximadamente dois anos e quatro meses.

O benefício financeiro de quem opta por este tipo de tecnologia é sentido todos os meses. Segundo a DASOL, este preço inicial do equipamento, mais a instalação e a manutenção durante o tempo de vida útil do produto garantem um custo três vezes menor que o da energia elétrica convencional.

A energia solar térmica tem custo de R$ 0,12 por kWh, enquanto a energia termelétrica, segundo dados da EPE – Empresa de Pesquisa Energética, do Ministério de Minas e Energia, em alguns períodos do ano chegou a custar R$0,82 por kWh. Já a energia elétrica, em lugares como em São Paulo, tem custos atuais que variam de R$ 0,51 e R$ 0,60, dependendo da alíquota do ICMS por diferença de consumo.

O mercado

Hoje, estima-se que os aquecedores solares estejam presentes em 5% das residências brasileiras, representando 1,03% da matriz de consumo elétrico nacional. Com o incentivo e programas governamentais de acesso ao equipamento, a ideia é que esta faixa seja ampliada para 24% das residências brasileiras em 2050, segundo dados da EPE. Em termos de energia produzida, os coletores solares de aquecimento de água atingiram, em 2014, o montante de 7.354 GWh, equivalente à toda eletricidade consumida no mês de dezembro/14 pela Região Sul Brasil.

Fonte: Ciclo Vivo

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros