Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

sábado, 4 de janeiro de 2014

Ecobarcas começam trabalho de recolhimento de lixo da Baía de Guanabara

A Secretaria Estadual do Ambiente começou na sexta-feira (3) a operar três embarcações especializadas em recolhimento de lixo, para retirar resíduos flutuantes da Baía de Guanabara. Nas próximas semanas, uma base de operação será instalada no Clube Jardim Guanabara, na Ilha do Governador, na zona norte, e outra na Escola Naval, na região central do Rio. Ao todo, dez ecobarcos foram contratados para limpar a Baía.


Os resíduos recolhidos serão depositados em contêineres da Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb), instalados na Marina da Glória, e encaminhados para indústrias de reciclagem. A iniciativa é financiada pelo Fundo Estadual de Conservação Ambiental (Fecam) e está orçada em R$ 3 milhões. A ação integra o projeto Baía Sem Lixo 2016, uma das 12 ações do plano Guanabara Limpa.

O secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, informou que foram recolhidos na manhã desta sexta-feira resíduos sólidos variados, como bancos, assentos de vaso sanitário e grandes galhos de árvore.

“Hoje a gente pegou a tampa de uma latrina aqui e um galho enorme de uma árvore. Não é só a questão da poluição, é a questão do risco de acidentes com as embarcações. Porque esses grandes resíduos podem quebrar hélices de barcos e causar acidentes”, disse o secretário.

Ainda segundo Minc, além da coleta de lixo flutuante, a campanha visa também à conscientização dos donos e usuários de barcos. “Estamos aqui com o apoio da Marina da Glória. Já tem uma orientação para uma campanha de conscientização dos proprietários de barcos, para coletarem também o lixo flutuante, para tomarem conta dos lixos dos próprios barcos”.

O projeto Baía Sem Lixo 2016 prevê ainda, para fevereiro, o início da construção de oito ecobarreiras às margens da Baía de Guanabara. Atualmente, dez ecobarreiras estão espalhadas pelo estado. Elas recolhem, em média, 15 toneladas de lixo por mês. As ecobarreiras são estruturas feitas de materiais reciclados instaladas próximas à foz de rios para o recolhimento de resíduos sólidos.

O plano Guanabara Limpa espera alcançar o saneamento de 80% da Baía de Guanabara até 2016, quando vai sediar competição de barco a velas durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. 

Fonte: Agência Brasil

**********

Produção de petróleo dos EUA tem maior nível desde 1988
CLIPPING
Os estoques de petróleo dos Estados Unidos caíram 4,73 milhões de barris na semana encerrada em 20 de dezembro, para 367,57 milhões de barris, ao mesmo tempo em que a produção no país atingiu o maior nível desde 1988, informou a Administração de Informação de Energia (AIE) nesta sexta-feira-feira (27).

A estimativa do mercado era de queda de 2,3 milhões de barris nos estoques. Os dados mostraram que o volume armazenado na Costa do Golfo dos EUA caiu 5,14 milhões de barris na semana até 20 de dezembro, para 176 milhões de barris.

Os estoques tradicionalmente caem na Golfo do México norte-americano em dezembro com os donos de estoques evitando pagar impostos que incidem sobre o setor no final do ano.

A grande produção decorrente da revolução de xisto no país, ao mesmo tempo em que os estoques caem, significa que as refinarias do país estão trabalhando a plena capacidade para tirar vantagem de preços mais baixos de insumos, margens mais fortes e exportações do produto refinado.

Os dados da AIE mostraram que as refinarias na região do Golfo estavam trabalhando com 95,6 por cento de sua capacidade, no maior nível em um ano.

A produção em todo o país atingiu 8,11 milhões de barris por dia, a maior desde setembro de 1988.

Os estoques de gasolina caíram 614 mil barris, para 219,87 milhões de barris, contra uma previsão de alta de 1,3 milhão de barris.

Os estoques de derivados de petróleo caíram 1,85 milhão de barris, para 114,11 milhões de barris. O mercado esperava queda de 400 mil barris. 

Fonte: Exame.com

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros