Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Idec leva atividades para a primeira Festa Junina Livre de Transgênicos de São Paulo

Iniciativa do GT Sementes Livres, parte do Movimento Slow Food, transformará a tradicional Festa Junina do Minhocão em um lugar com comida típica de verdade, troca de sementes, brincadeiras sobre o tema "Transgênicos" e arte tradicional

O Elevado Costa e Silva, o Minhocão, recebe no dia 5 de julho, a partir do meio dia, mais uma edição de sua festa junina, que este ano promete ser inovadora em diversos quesitos, principalmente na comida. Em parceria com o Movimento Slow Food e seus apoiadores, a proposta é oferecer comidas típicas livres de transgênicos, ou seja, alimentos modificados geneticamente, que trazem uma série de riscos à saúde de quem consome.

O Idec participará com brincadeiras típicas de festa junina com o objetivo de informar e sensibilizar o público a respeito dos malefícios dos transgênicos e sobre o projeto de lei que pretende extinguir a rotulagem destes produtos. 

Para se ter uma ideia, pamonha, pipoca, curau e canjica - delícias típicas desta época - são preparadas com milho, que em sua maioria é de origem transgênica. Mais de 80% do milho plantado no Brasil é geneticamente modificado. Por isso, a festa terá opções diferentes, como pipoca de sagu e pamonha de mandioca.

Entreter e informar
A ideia do evento é propagar o hábito da alimentação saudável e ampliar a conscientização sobre o uso de transgênicos e de agrotóxicos pela indústria por meio da replicação das festas juninas em todo o Brasil. “Já são conhecidos os efeitos nocivos para o meio ambiente e para a saúde decorrentes do uso de veneno nas lavouras, que incluem a contaminação da água e do solo, intoxicação e doenças, como o câncer. A criação e aprovação de variedades transgênicas, aliada à projetos que afrouxam a obrigatoriedade de rotulagem de produtos alimentícios que contém esses ingredientes, expõem os consumidores brasileiros cada vez mais às consequências negativas deste modelo agrícola”, analisa a pesquisadora em Consumo Sustentável do Idec, Renata Amaral.

Participe do movimento

Aproveite para se engajar também da campanha do Idec sobre o fim da rotulagem dos alimentos transgênicos. Basta um clique para você fazer ouvir seu direito como consumidor.

Para saber mais detalhes sobre este assunto, o Idec preparou a cartilha Transgênicos: Feche a boca e abra os olhos, disponível aqui.

Projeto de Lei pode extinguir a rotulagem de alimentos transgênicos
No dia 28 de abril a Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 4148/08, do deputado Luis Carlos Heinze, que extingue a rotulagem obrigatória de alimentos com ingredientes transgênicos. Com 320 votos a favor e 135 contra, o projeto revoga o Decreto 4.680/03 que regulamenta o tema, passando a exigir identificação de presença de Organismos Geneticamente Modificados (OGMs) nos alimentos somente por meio de análise específica, o que deixaria de rotular vários produtos que hoje já são rotulados. A matéria está agora em análise no Senado.

Fonte: Idec

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros