Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Escolas Transformadoras

Encontro em São Paulo apresenta dez escolas reconhecidas como transformadoras e recebe a criadora do projeto Design for Change, a indiana Kiran Bir Sethi, como convidada especial e palestrante. A iniciativa é um parceria entre a Ashoka e o Instituto Alana.

A escola precisa formar cidadãos ativos e capazes de atuar no mundo com olhar sistêmico, transdisciplinar e sensível. Com esse pano de fundo, surge a iniciativa Escolas Transformadoras, para reconhecer equipes de escolas que cultivam em seus alunos competências transformadoras: a empatia, a criatividade, o trabalho em equipe e o protagonismo social. O trabalho é uma parceria entre a Ashoka e o Instituto Alana, que juntas percorreram o Brasil no último ano e reconheceram as primeiras dez escolas para fazerem parte desta rede. O lançamento desse trabalho em conjunto e a apresentação das instituições acontecem dia 16 de setembro, no Auditório Itaú Cultural, em São Paulo.

O encontro para educadores, imprensa e convidados, ainda recebe Kiran Bir Sethi, designer indiana e idealizadora do movimento global Design for Change, que encoraja crianças e adolescentes a transformarem suas realidades, colocando-as como protagonistas de suas próprias histórias de mudança. No Brasil, a iniciativa recebeu o nome de Criativos da Escola e é realizada pelo Instituto Alana. Kiran é fellow Ashoka e fundou, em 2001, a escola Riverside em Ahmedabad que em 2014 foi reconhecida como uma escola transformadora pela Ashoka.

“A mudança na educação passa pelo reconhecimento de boas experiências já realizadas. Há muita escola interessante nos diferentes cantos do Brasil, e o Escolas Transformadoras vem para dar luz a estas iniciativas como forma de inspiração e mobilização de outras escolas e equipes”, ressalta Ana Cláudia Leite, coordenadora de Educação e Cultura da Infância do Instituto Alana.

Líderes das equipes das escolas reconhecidas participam de um debate mediado pela jornalista Adriana Couto, da TV Cultura. As instituições de ensino são: Escola Amigos do Verde (Porto Alegre – RS); Colégio Viver (Cotia – SP); Colégio Equipe (São Paulo – SP); EMEF Amorim Lima (São Paulo – SP); EMEF Acliméa Nascimento (Teresópolis – RJ); Escola Rural Dendê da Serra (Serra Grande – BA), Escola Vila (Fortaleza – CE), EM Prof. Paulo Freire (Belo Horizonte – MG), EM Anne Frank (Belo Horizonte – MG) e Escola Comunitária Luiza Mahin (Salvador – BA).

Essas escolas terão a oportunidade de trocar experiências com instituições nacionais e internacionais em diferente mídias ecompartilhar suas histórias, desafios, aprendizados e planos. Também iniciam uma relação colaborativa entre as escolas integrantes da rede e têm acesso às comunidades Ashoka, Alana e demais parceiros.

“Nossa missão é articular uma comunidade global composta de muitas equipes de escolas conectadas a um ecossistema de apoio mais amplo capaz de criar a demanda social necessária para que cada criança e cada jovem tenha acesso a um ambiente e experiências que são intencionalmente pensadas para cultivar suas competências transformadoras”, explica Flavio Bassi, diretor de Empatia e Escolas Transformadoras da Ashoka na América Latina.

Para essa primeira etapa foram reconhecidas dez escolas, mas o mapeamento continuará durante os próximos anos, em instituições de ensino fundamental e médio das redes públicas, particulares, comunitárias ou cooperativas. Para integrar a rede, as escolas passam por um rigoroso processo que inclui autoavaliação, visita técnica, banca com fellows Ashoka e especialistas convidados. Escolas Transformadoras é uma iniciativa global da Ashoka, realizada no Brasil em parceria com o Instituto Alana.



Serviço:

Lançamento Escolas Transformadoras

Dia: 16 de setembro, das 15h às 18hs

Local: Auditório Itaú Cultural

Av. Paulista, 149 – Bela Vista, São Paulo



Programação

-Abertura: boas-vindas de Anamaria Schindler (Ashoka) e Ana Lúcia Villela (Instituto Alana) – Apresentação do programa por Flavio Bassi (Ashoka) e Ana Claudia de Arruda Leite (Instituto Alana);

– Lançamento do vídeo institucional;

-Palestra: Kiran Bir Sethi, designer indiana, idealizadora do movimento global Design for Change (no Brasil, Criativos da Escola);

-Debate com as líderes de dez escolas transformadoras no Brasil, com mediação de Adriana Couto (TV Cultura);

– Lançamento do site;

-Coquetel



Sobre o Instituto Alana

O Instituto Alana é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, que reúne projetos na busca pela garantia de condições para a vivência da plena infância. Criado em 2002, o Instituto é mantido pelos rendimentos de um fundo patrimonial desde 2013. Tem como missão “honrar a criança”.

Sobre a Ashoka

A Ashoka é uma organização social global fundada em 1981 que congrega mais de três mil empreendedores sociais em 84 países e busca colaborar na construção de um mundo em que Todos Podem Ser Transformadores (Everyone a Changemaker), no qual qualquer pessoa pode desenvolver e aplicar as habilidades necessárias para solucionar os principais problemas sociais que hoje enfrentamos.

Fonte: Envolverde

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros