Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

terça-feira, 9 de abril de 2013

Vazamento de petróleo em Ilhabela e São Sebastião



VAZAMENTO DA PETROBRAS EM ILHABELA E SÃO SEBASTIÃO

Por que a mídia quase não foca neste desastre ecológico?

Olhe o estado do nosso Litoral Norte...

*Informaçôes sobre Vazamento no Terminal Aquaviário Almirante Barroso (TEBAR) em São Sebastião/São Paulo*


Equipe do Sea Shepherd Brasil está reunida com a Chefe da UC Esec Tupinambás - ICMBio, Kelen Leite e dando suporte ao Instituto no que tange as sondagens das áreas diretamente afetadas, verificando a ocorrência de óleo residual. Caso, sejam constatados resíduos, a Transpetro deve realizar nova limpeza na área afetada e raspagem do local.


A Transpetro informa que algumas áreas afetadas já foram limpas e o trabalho de contenção já terminou.

Nossa equipe irá monitorar todo o incidente e continuaremos vigilantes, pois a vida marinha não pode ficar à mercê de interesses comerciais.

O Instituto Sea Shepherd Brasil protocolou hoje ofícios junto à Petrobrás/Transpetro, IBAMA e nas Secretarias de Meio Ambiente das cidades de São Sebastião, Ilhabela e Caraguatatuba, disponibilizando apoio de voluntários capacitados no resgate de fauna marinha em derrames de petróleo e suporte técnico;

Após algumas avaliações, coleta de material e o monitoramento da mancha através do sobrevôo de helicóptero, podemos informar que:

A mancha está sendo levada pela maré e já chegou à cidade de UBATUBA, última cidade de São Paulo na divisa com o Rio de Janeiro.

A primeira área que poderá será afetada no Rio de Janeiro será Trindade e o estuário de Paraty.

Através de contato com a coordenação de campo da Petrobrás, fomos informados de que não há previsão para a conclusão do trabalho de descontaminação, devido a mancha de óleo estar se espalhando para o Norte.

NÃO HÁ NECESSIDADE DE DESLOCAMENTO DE PESSOAS NO MOMENTO.

Até agora, não foram encontrados animais vitimados que necessitem de resgate e estabilização urgente, entretanto, a fauna bentônica (organismos que rastejam, se prendem ou vivem enterrados na areia ou no lodo e vivem próximos ao fundo oceânico) foram vitimados e foram encontrados vários siris afetados pelo óleo.

A equipe do Núcleo SP que está em campo, juntamente com uma equipe do ICMBio e em breve enviará mais notícias.

A Sea Shepherd Brasil está colaborando e prestando o melhor auxílio possível no evento danoso e nossa preocupação é com o resgate da fauna marinha que possa ter sido afetada pelo vazamento.

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros