Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Poa Sem Bituca atinge marca de meio milhão de pontas de cigarro recolhidas

Em fevereiro, Capital deve receber mais 200 bituqueiras para atender também Zona Norte, Bom Fim e Cidade Baixa


Iniciado em agosto no Centro de Porto Alegre, o projeto Poa sem Bituca alcançou em dezembro a marca de meio milhão de pontas de cigarro recolhidas. Nas 39 bituqueiras instaladas no Centro, foram coletadas 525.850 bitucas. Até fevereiro, o projeto vai ganhar mais 200 estruturas para descarte dos restos de cigarro, que serão colocadas na Avenida Assis Brasil, nos bairros Bom Fim e Cidade Baixa, em um dos parques da cidade e no Centro, de acordo com o coordenador Flavio Costa Leites.

O Poa sem Bituca ainda pretende distribuir 15 mil porta-bitucas — recipientes onde o fumante pode guardar a ponta do cigarro até chegar à bituqueira mais próxima. Os resíduos descartados são encaminhados para uma fábrica de processamento em Nova Santa Rita, que faz uma mistura com outros tipos de lixo que não serão reciclados. Esse material é utilizado no lugar de carvão mineral no forno de uma fábrica de cimento em Candiota.

Embora ainda sobrem pontas de cigarro atirados nas calçadas da Capital, basta ficar um momento perto de uma das bituqueiras para ver que muitas pessoas têm feito bom uso da ideia.

— O pessoal está respeitando mais — diz a atendente de telemarketing Patrícia Mença, 34 anos. — Eu sempre utilizo.

Na frente do Rua da Praia Shopping, tem gente que já acende o cigarro ao lado da estrutura para fazer o descarte adequado em seguida — como o corretor de imóveis César Marques de Souza, 64 anos:

— Tem muita gente usando, aqui tenho visto bastante. Mas às vezes elas estão superlotadas.

A Eco Prática instalou as estruturas para descarte de bitucas em lixeiras públicas com a permissão da prefeitura de Porto Alegre. O objetivo é obter lucro por meio de patrocínio de empresas, de uma forma que ajude a cidade.

— Em todo lugar que se vai há bituca, na pracinha onde as crianças brincam tem. As pessoas atiram achando que não é lixo. Mas é lixo, e é um desrespeito com o outro — destaca Flavio.

Não há transferência de recursos públicos para esta ação. A equipe do Poa Sem Bituca realiza a instalação e manutenção das bituqueiras, bem como recolhe e dá destinação adequada às pontas de cigarro. O coordenador destaca que o recolhimento ocorre diariamente nos locais mais utilizados e semanalmente nos demais.

Fonte: Zero Hora

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros