Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 31 de março de 2014

Pequenos produtores no PI investem na produção de mel orgânico

Na cidade de Esperantina, a 188 km de Teresina, pequenos apicultores resolveram apostar na produção de mel orgânico, livre de agrotóxicos. Partindo do centro do município, é preciso pegar um bom pedaço de estrada vicinal para chegar aos locais onde as abelhas produzem o mel.

O local escolhido, no meio da mata fechada, fica próximo a um rio e apresenta uma boa florada, ambiente ideal para que a abelha produza o mel. As caixas ficam posicionadas longe de qualquer roça ou criação de gado. O manejo das abelhas é feito sem veneno ou antibiótico, condição fundamental para garantir que o mel produzido seja realmente orgânico.

“É uma florada totalmente nativa, sem campos ao redor aqui dos apiários e que consideramos, com tranquilidade, que a florada onde as abelhas tiram o néctar é totalmente orgânica por conta de que é 100% da natureza”, afirmou o apicultor Luis Ferreira.

No Apiário da Cooperativa Apico de Batalha e Esperantina (Coabel), que reúne 90 apicultores, poucos atuam na produção orgânica. Uma experiência que começou há quatro anos e que tem tudo para crescer. Livre de produtos químicos, o mel é vendido pelo dobro do preço do mel não orgânico. A expectativa da Coabel é comercializar quatro toneladas este ano, caso as chuvas sigam até setembro.

O processo de decantação ocorre longe de Batalha ou Esperantina, mas sim no sul do estado. “Daqui o mel vai para Picos, para a Casa Apis. Porque aqui não temos estrutura suficiente para fazermos isso”, afirmou Antônio Machado, presidente do Sindicato Trabalhadores Rurais de Esperantina.

De seis em seis meses, técnicos do Ministério da Agricultura fazem uma inspeção para garantir que os processos estejam dentro dos critérios para a produção de produtos orgânicos, desde o apiário até o engarrafamento.

Fonte: G1

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros