Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Setembro Amarelo

Ana Echevenguá

“A vida está reservando grandes coisas. Tem um tesouro à sua espera. Procure-o”. José Carlos de Lucca

Dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio. Começou a campanha “Setembro Amarelo”, promovida pela IASP - Associação Internacional pela Prevenção do Suicídio, para relacionar a cor amarela à prevenção do suicídio, assim como a Campanha Outubro Rosa e Novembro Azul.

Ótima iniciativa! Para quê? Para refletirmos sobre a importância e o valor da vida; para falarmos abertamente sobre um tema que ainda está guardado sob o tapete.

Trata-se, então, de uma campanha internacional que alerta para a necessidade da prevenção do suicídio.

André Trigueiro tornou-se um dos maiores arautos deste tema, reforçando a necessidade de tratar o suicídio como problema de saúde pública. E os profissionais desta área sabem que prevenção exige pesquisa, diálogo e informação segura.

“É preciso abrir espaço para campanhas de prevenção e reverter as estatísticas num mundo onde aproximadamente 800 mil pessoas se matam a cada ano, 2.200 a cada dia, e um novo caso é registrado a cada 40 segundos. No Brasil, são aproximadamente 12 mil casos por ano, o que dá uma média de 32 suicídios por dia”.

Os números assustam! E os suicidas podem estar bem próximos de nós... Basta pensar um pouquinho e à nossa memória virá a lembrança de alguém querido que elegeu esta alternativa fatal.

No entanto, a OMS - Organização Mundial da Saúde - afirma que 90% dos casos se suicídio são preveníveis, pois relacionam-se a doenças de ordem mental passíveis de diagnóstico e tratamento. Dentre estas, a tão conhecida Depressão.

Então, gente, falar sobre Suicídio pode salvar vidas! Pode criar uma rede protetora para aquelas pessoas que desistiram de dar continuidade ao seu projeto de vida neste Planeta.

Estamos tão focados no nosso umbigo que – muitas vezes – esquecemos de olhar o nosso próximo (pais, filhos, vizinhos, amigos...). E, muitas vezes, este ser humano está sofrendo, apresentando fortes indícios de que algo está errado... mudanças comportamentais visíveis... Dentre estas, Trigueiro menciona a “tendência ao isolamento social, desinteresse generalizado, angústia e aflição, baixo rendimento escolar ou produtividade”.

Assim, falar de suicídio é falar de vida, de cuidados, de prevenção, de caridade, de amor... vamos aproveitar os ventos primaveris de setembro, o amarelo do sol e das flores, o perfume que elas espalham gratuitamente no ar, a alegria convidativa da Mãe Natureza para nos engajarmos nessa Campanha.

Quem ama, cuida! Ame-se! Manifeste seu amor por si mesmo e pelo próximo! Como bem disse José Carlos de Lucca em seu livro ‘Sem Medo de Ser Feliz’, em uma orientação direcionada aos suicidas, lembra que “A vida só é boa se for vivida... Nenhum problema é tão grande que você não possa enfrentá-lo. E sabe por quê? Porque sua essência é divina. Lembre-se de que você é uma centelha divina, criada por Deus para viver feliz eternamente...”

Ana Echevenguá, advogada ambientalista, OAB/RS 30.723, OAB/SC 17.413


0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros