Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Barueri, em SP, entra na era da energia inteligente

AES Eletropaulo anunciou nesta segunda-feira um projeto de smart grid na região, que vai atender mais de 250 mil habitantes até 2015
São Paulo – Mais uma cidade paulista entra na era da energia inteligente. Depois de Aparecida, chegou a vez do município de Barueri conhecer as vantagens do sistema smart grid. A revolução começou nesta segunda-feira, com o anúncio de um projeto de R$ 70 milhões da AES Eletropaulo para a região, conforme antecipou EXAME.

 Segundo a concessionária, o novo modelo de distribuição de energia na região contemplará 60 mil clientes, beneficiando cerca de 250 mil habitantes. Ao contrário da medição manual de energia, o novo sistema evita erros de medição e permite detectar mais rapidamente eventuais pontos de interrupção no fornecimento de energia.

Com o monitoramento em tempo real, as operadoras de energia podem responder mais rápido a um problema na transmissão de energia, por exemplo. Outro benefício do sistema é o controle de fraudes e redução no custo de manutenção da rede.

A partir de junho, a empresa inicia a instalação de medidores inteligentes para clientes de baixa renda. Nessa etapa, serão beneficiadas 2.100 famílias que hoje têm ligações irregulares e vivem em comunidades.

E esses serão apenas os primeiros. Todo comércio, indústria, prédio público e residência de Barueri terá medidor inteligente. Pelo visor do medidor digital, os clientes de Barueri poderão visualizar diariamente o consumo de energia. Isto permitirá às famílias gerenciarem o seu consumo e acompanhar, por exemplo, quanto será o valor da conta de energia.

A iniciativa conta com a parceria da USP/Enerq, que coordena o Núcleo de Apoio à Pesquisa de Redes Inteligentes da USP; Sinapsis Inovação em Energia, empresa de base tecnológica especializada em redes inteligentes e a FITEC, fundação especializada em projetos de telecomunicações e energia.

Fonte: Revista Exame

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros