Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Acordo amplia educação ambiental em Goiás

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) vai apoiar a realização de atividades continuadas de Educação Ambiental nos presídios de Goiás. Acordo de cooperação, celebrado nesta quarta-feira entre o Departamento de Educação Ambiental do MMA e o governo do estado prevê parceria nesse sentido, além da realização de várias ações conjuntas na área socioambiental.


As ações incluem o apoio técnico à implementação de cursos para catadores e gestores públicos e a formação a distância para membros de comitês de bacias. O Plano de Ações do acordo abre, também, a possibilidade de realização conjunta de mostras de cinema ambiental, ações de educação ambiental nas unidades de conservação, formação de educadores ambientais a distância e ampliação e co-gestão das salas verdes, explicou a diretora de Educação Ambiental do ministério, Renata Maranhão.

Para a secretária de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental, Tathy Annie Barreto, a proximidade entre o DF e Goiás favorece a implementação do acordo. “É uma chance de desenvolver ações com custo baixo e a possiblidade de serem replicadas em outros estados”, avaliou. O secretário estadual do Meio Ambiente, Hwascar Fagundes, disse que até o final do ano será possível implementar as ações previstas. “O acordo remete a novos patamares em parceria já em andamento e vamos trabalhar para iniciá-lo logo”, afirmou.

PRESÍDIOS

A coordenadora de Educação Ambiental da secretaria estadual, Débora Torres, informou que já existe um planejamento estratégico concluído para a implementação da educação ambiental no presídio de Aparecida, o maior de Goiás. O planejamento estratégico foi elaborado por várias instituições estaduais. “É uma perspectiva de sustentabilidade humana, onde o cerne é a pessoa como integrante do meio ambiente”, explicou.

Para Débora, o acordo com o MMA facilita a implementação das ações, que vão contribuir para a formação da cidadania ambiental nos presídios. A expectativa é de que, como parte do projeto, os presos possam atuar na recuperação de áreas degradadas, revitalização de nascentes, plantio de árvores e hortas comunitárias, aprendendo na prática.

Fonte: MMA

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros