Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Radiação registrada em canal de escoamento de Fukushima duplica

A radiação registrada em um canal de escoamento da central de Fukushima, situado junto a um tanque que em agosto vazou 300 toneladas de água contaminada, duplicou em relação às medições realizadas um dia antes, informou nesta quinta-feira (24) a operadora da usina.


A água, extraída ontem, mostrava um volume recorde de 140 mil becquerels por litro, comparado com os 59 mil becquerels da véspera, explicou a Tokyo Eletric Power (Tepco).

A empresa explicou que esse aumento pode ser atribuído às fortes chuvas que afetaram recentemente a central, o que provocou a entrada de terra contaminada com substâncias radioativas no canal de drenagem.

A condução se encontra perto de um conjunto de tanques que armazena água altamente tóxica, que foi contaminada ao ter sido empregada para injetá-la nos três reatores que ficaram sem sistema de refrigeração e sofreram fusões parciais após o terremoto e o tsunami de 2011.

Nos últimos dias, a Tepco trabalha contra o relógio para que possa conter a grande quantidade de chuva que é esperada com a chegada do segundo tufão em apenas dez dias. O tufão Francisco deve chegar em 27 de outubro ao nordeste japonês, onde está a central.

Para evitar que a chuva ultrapasse as contenções de 30 centímetros de altura (como aconteceu na semana passada após a passagem do tufão Wipha), a empresa começou a transferir a água dessa tempestade anterior, que ainda está acumulada, a uma série de piscinas subterrâneas.

Esse líquido restante que está sendo bombeado contém um máximo de 970 becquerels por litro de estrôncio-90, mais de 30 vezes o limite que permitido pelas autoridades japonesas quanto aos vazamentos. 

Fonte: G1

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros