Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Prefeitura de Joinville anuncia redução no tempo para a abertura de empresas


Trâmite do processo deverá ser reduzido de 84 dias para até 15 dias


A partir de outubro, o tempo de espera para abrir uma empresa em Joinville deve ser reduzido de 84 dias para até 15 dias. A meta ousada foi anunciada nesta terça-feira (16), na Ajorpeme (Associação de Joinville e Região da Pequena, Micro, e Média Empresa), pelo fiscal de tributos municipais Miqueas L. de Jesus, responsável por implantar o Projeto Atender na Prefeitura de Joinville. Apresentado para o prefeito Udo Döhler no final do mês passado o projeto coordenado pela Ajorpeme tinha proposto a redução dos 84 dias de espera para 20, num processo que poderia levar até dois anos. A promessa de reduzir ainda mais a espera, num prazo menor, surpreendeu o grupo de estudos organizado pela entidade.

Maria Lúcia Garcês, vice-presidente administrativa da Ajorpeme, destacou que a demora para a abertura de empresas é um problema histórico do município e que, se a situação for resolvida em dois anos, a categoria estará satisfeita. Ela acredita que centralizar o atendimento para essa finalidade, disponibilizar uma entrada única de dados e integrar a fiscalização serão os mecanismos para desburocratizar o processo. “Criar a primeira sala do empreendedor e fazer um convênio com a Junta Comercial é uma das nossas propostas”, detalhou em reunião realizada com o grupo de estudos formado por empresários do ramo, advogados e servidores públicos e com o fiscal Miqueas, responsável pelo projeto a partir de agora.

Atualmente, a análise de viabilidade feita pela Seinfra (Secretaria de Infraestrutura Urbana) – demora 20 dias e em janeiro chegou a levar 40 – e a vistoria da Vigilância Sanitária – demora em média 50 dias – são apontados por Maria Lúcia como os principais gargalos que atrasam o processo de implantação de uma empresa em Joinville. “Analisamos que a cada dez empresas que começam as atividades aqui duas se mudam para outras cidades, como Araquari, onde o processo é mais rápido”, detalhou. Segundo Micheas, um cronograma de trabalho será criado para que, em outubro, Joinville tenha um tempo de espera menor. “A primeira área que vou visitar é o cadastro mobiliário na Seinfra e a segunda ação é conversar com a Vigilância Sanitária. Tenho como meta pessoal reduzir esse tempo para dez dias”, listou.

Fonte: Notícias do Dia

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros