Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

terça-feira, 11 de março de 2014

Desafio do WWF escolherá cidade mais sustentável do planeta


Falta menos de um mês para “A Hora do Planeta 2014”. Desde 2007, a iniciativa mundial da Rede WWF é uma forma de enfrentamento às mudanças climáticas por meio de um convite para que pessoas, governos e empresas apaguem as luzes durante uma hora no dia 29 de março. Pela terceira vez, para mostrar compromissos maiores com redução do impacto do homem no clima, a ONG criou o “Desafio das Cidades da Hora do Planeta”.

http://www.youtube.com/watch?v=V24vvQvYAw0

Treze cidades de 13 países foram convidadas a identificar e destacar exemplos positivos que as levem em direção a um futuro de clima mais agradável para o planeta. O Brasil está envolvido na campanha com três finalistas: Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo. Outras cidades como Betim, Manaus, Porto Alegre, Fortaleza e Sorocaba, que também têm projetos rumo ao desenvolvimento urbano sustentável, também concorreram, mas não foram selecionadas.

As cidades finalistas podem ser votadas no site We Love Cities. O público poderá escolher a sua preferida entre as selecionadas e um júri internacional de especialistas decidirá, a partir de critérios técnicos, qual cidade de cada país receberá o título de Capital Nacional da Hora do Planeta e qual será a Capital Global da Hora do Planeta.

Além de votar na cidade com os projetos sustentáveis mais relevantes, é possível manifestar o seu amor pelas cidades brasileiras finalistas do Desafio e as ajudar na votação popular, compartilhando nas mídias sociais imagens com a hashtag #nosamamosbh, #nosamamossp ou #nosamamosrj.

Veja abaixo por que o WWF escolheu as três capitais do sudeste:

“Não é apenas de grandes eventos (como as Olimpíadas, Copa do Mundo ou a Jornada Mundial da Juventude) que sobrevive o Rio de Janeiro. A cidade é também referência na área de mudanças climáticas e já tem três Inventários de Emissões de Gases de Efeito Estufa. Em 2011, foi instaurada a Política de Mudanças Climáticas que estabelece metas ambiciosas de redução de emissões para 2016 (16%) e 2020 (20%).”

“Conhecida como a capital solar do país por possuir uma área de painéis de captação de energia do sol oito vezes maior do que a média nacional, a cidade mineira foi uma das primeiras a criar uma Secretaria Adjunta de Meio Ambiente. Atualmente, possui um Conselho Municipal de Meio Ambiente e um Comitê Municipal de Ecoeficiência e Mudanças Climáticas.”

“Pioneira no País quando o assunto é uma legislação específica de clima, a cidade de São Paulo atualmente se preocupa em melhorar a mobilidade urbana, com objetivos estabelecidos pelo Plano de Metas 2013-2016. Entre eles, estão o plantio de 900 mil mudas de árvores nativas e a capacitação ambiental de 170 mil cidadãos. Dona de um inventário de gases de efeito estufa realizado em 2005, termina em janeiro de 2014 o seu segundo exemplar do tema.”

Fonte: Mercado Ético

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros