Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Governo holandês quer pagar trabalhador que for de bicicleta ao trabalho

O objetivo é conseguir que 200 mil pessoas troquem seus carros em favor das bikes para fazer o percurso casa-trabalho.


O governo holandês quer incentivar a população a trocar o meio de transporte que usam para ir trabalhar. Ao invés de utilizar automóveis, o governo quer que as pessoas adotem a bicicleta, e, para isso, pretende instalar um sistema de compensação financeira.

O projeto ainda precisa ser aprovado, mas a Holanda é um país referência no uso de bicicletas. Estimativas revelam que há 22,5 milhões de bicicletas no país, número superior ao de habitantes, que totalizam 17,1 milhões de pessoas. Este é um dos motivos para o governo estar otimista quanto à aprovação.

Prova disso é a disposição do governo em investir £100 milhões de euros para construção e melhoramento das ciclovias do país, além de melhorar estacionamentos e construir bicicletários mais adequados para o trânsito de bicicletas no país. Segundo a ministra da infraestrutura, Stientje Van Veldhoven, a ideia é “sair dos carros e subir nas bikes”.

Incentivo financeiro
O esquema foi colocado em teste na província de Brabant. Chamado de B-Riders, o esquema promocional pagava 19 centavos de euros por quilômetro para cada trabalhador adulto que utilizasse a bicicleta como meio de transporte no horário de pico. Os quilômetros pedalados e valores a serem pagos eram calculados por um aplicativo e de acordo com o jornal Independent, a maioria das pessoas continuaram a pedalar mesmo depois que o pagamento cessou.

Além da compensação financeira, o projeto do governo holandês também quer oferecer subsídios às empresas e funcionários para a compra de bicicletas pelo melhor preço. O objetivo é conseguir que 200 mil pessoas troquem seus carros em favor das bikes, para percorrerem 3 bilhões de quilômetros sobre duas rodas.

Fonte: Ciclo Vivo

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros