Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Grupo defende uso de rios para transporte em cidades

Um conjunto de arquitetos e urbanistas ligados à Universidade de São Paulo tem trabalhado em projetos para aproveitamento e recuperação dos rios de cidades brasileiras. A articulação chamada de Grupo Metrópole Fluvial já resultou em um estudo detalhado para a construção de um hidroanel metropolitano em São Paulo, feito a partir de edital aberto pelo Departamento Hidroviário da Secretaria Estadual de Logística e Transportes. Outros projetos estão disponíveis no site criado sobre o tema.
O trabalho tem como premissa a ideia de que "águas são um bem público e um recurso natural limitado, cujo uso deve ser racionalizado e diversificado de maneira a permitir seu acesso a todos". O objetivo principal é fortalecer o "transporte hidroviário na utilização integrada dos recursos hídricos, visando um desenvolvimento urbano sustentável". Em comum, os projetos, que incluem a descanalização e recuperação de rios, preveem que eles sejam aproveitados para transporte de cargas e passageiros, além de se tornarem espaços de lazer e turismo. São planos para fazer com que córregos, riachos, rios, canais e lagos sejam vistos como espaço público comum, com praças, bulevares e infraestrutura adequada.

Vale destacar o potencial do uso das águas para transporte de cargas pesadas. No mapa abaixo, organizado pelo Data Cidades a partir do projeto original do Hidroanel Metropolitano de São Paulo, estão alguns dos principais aspectos planejados. Em amarelo, é possível observar os três portos principais que podem servir como eixo de ligação para transporte de toda carga que entra e sai da cidade. Passe o cursor sobre o mapa para ler detalhes e use o mouse para movimentar e aproximar o mapa. As águas estão em destaque em azul e é possível observar aproximando o mapa a grande quantidade de afluentes dos rios principais que cortam a malha urbana de São Paulo.

O projeto prevê a construção do hidroanel em etapas, de modo que seja possível dar a volta navegando ao redor da metrópole em 2040. No site do grupo, além de um mapa interativo e documentos detalhados de cada aspecto previsto, existe uma projeção da construção do hidroanel.

Fontes de dados e referências desta reportagem:
Além dos documentos indicados no texto, há mais informações sobre aproveitamento e recuperação de rios no site do Grupo Metrópole Fluvial. Sobre projetos de descanalização de rios, vale consultar o trabalho do Rios & Ruas. Para entender como a história de São Paulo está diretamente ligada aos seus rios, vale assistir ao documentário Entre Rios. E sobre o conceito de utilizar rios para transporte e recuperação da cidade, vale conferir o quê tem a dizer o arquiteto Alexandre Delijaikov, um dos coordenadores do grupo da USP.

Fonte: O Eco

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros