Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Combustíveis fósseis dominarão a matriz energética até 2040, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

A boa notícia no campo energético é que as fontes renováveis são as que mais crescem no mundo atualmente. A capacidade instalada solar global cresceu 41% em 2012, alcançando a marca de 100 GW (1 GW, gigawatt = 1000 megawatts, MW), sendo que o aumento desde 2007 foi de cerca de 900%. Já a capacidade instalada da energia eólica chegou a 300 GW.


A má notícia é que os combustíveis fósseis continuarão dominando a matriz energética na primeira metade do século XXI. A Administração de Informação de Energia dos Estados Unidos (EIA, na sigla em inglês) no International Energy Outlook 2013 (Panorama da Energia Mundial 2013), projeta que, devido ao crescimento demo-econômico, o consumo de energia passará das atuais 524 quadrilhões de unidades térmicas britânicas (Btu) para 820 quadrilhões de Btu em 2040.

Os combustíveis fósseis deverão manter o domínio e devem atender 80% dessa nova demanda. O petróleo continuará como a principal fonte de energia do planeta, e registrará um aumento de 36% em sua demanda, o que deve pressionar os preços, que podem chegar a US$ 163 o barril, em 2040. O gás natural deve crescer, 1,7% ao ano.

O carvão deverá manter a segunda posição, especialmente porque China e Índia são grandes produtores e consumidores. No entanto, a EIA prevê que a participação desse combustível fóssil na matriz deverá decrescer a partir de 2025, devido aos imperativos ambientais e climáticas.

O gás de xisto tem sido a grande sensação nos EUA. Mas segundo reportagem da Bloomberg: “O poço Serenity 1-3H, da Chesapeake Energy, perto de Oklahoma City, jorrou petróleo em 2009, produzindo mais de 1,2 mil barris por dia e dando início a uma corrida de perfuração de poços que se estendeu até o Kansas. Agora, o poço fornece menos de 100 barris por dia, segundo registros do Estado. O rápido declínio do Serenity lança luz sobre um segredo muito bem ocultado sobre o boom do petróleo: ele pode não durar”. Por tudo isto, cresce o movimento “Global Frackdown” para banir a exploração do gás de xisto e a prática do fracking.

O relatório destaca que as fontes renováveis estão ocupando um espaço cada vez maior, porém ainda não são capazes de reverter o predomínio dos combustíveis fósseis na matriz energética global. As fontes de energia não fósseis (hidrelétricas, eólica, solar, nuclear, etc.) ocupavam 16% da matriz energética em 2010 e devem passar para 22% em 2040.

Desta forma, as atividades antrópicas vão continuar emitindo gases de efeito estufa, agravando o problema do aquecimento global e dos eventos climáticos extremos. Fenômenos como o supertufão Haiyan, que devastou as Filipinas, podem se tornar cada vez mais frequentes e intensos, com prejuízos não só para a humanidade, mas para a saúde dos ecossistemas e da biodiversidade do Planeta.



Referências:

EIA. International Energy Outlook 2013

http://www.eia.gov/pressroom/presentations/sieminski_07252013.pdf



ALVES, JED. Energia renovável: um salto na evolução? EcoDebate, RJ, 29/01/2010

http://www.ecodebate.com.br/2010/01/29/energia-renovavel-um-salto-na-evolucao-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/



ALVES, JED.  Energia verde para reduzir a pegada ecológica. EcoDebate, RJ, 04/02/2010

http://www.ecodebate.com.br/2010/02/04/energia-verde-para-reduzir-a-pegada-ecologica-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/



ALVES, JED. Blowin’ In The Wind: Itaipus de cataventos. EcoDebate, RJ, 05/02/2010

http://www.ecodebate.com.br/2010/02/05/blowin-in-the-wind-itaipus-de-cataventos-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/



ALVES, JED.  A “corrida do ouro” da energia renovável. EcoDebate, RJ, 14/05/2010

http://www.ecodebate.com.br/2010/05/14/a-corrida-do-ouro-da-energia-renovavel-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/



ALVES, JED.  Power to the people: energia verde para a comunidade. EcoDebate, RJ, 21/07/2010

http://www.ecodebate.com.br/2010/07/21/power-to-the-people-energia-verde-para-a-comunidade-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/



ALVES, JED.  Vamos nos preparar para o fim do mundo (do petróleo). EcoDebate, RJ, 27/07/2010

http://www.ecodebate.com.br/2010/07/27/vamos-nos-preparar-para-o-fim-do-mundo-do-petroleo-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/



ALVES, JED.  O Brasil pode ser a “Arábia Saudita” da energia renovável. EcoDebate, RJ, 09/06/2011

http://www.ecodebate.com.br/2011/06/09/o-brasil-pode-ser-a-arabia-saudita-da-energia-renovavel-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/

ALVES, JED.  Turbina eólica vertical urbana. EcoDebate, Rio de Janeiro, 04/09/2013

http://www.ecodebate.com.br/2013/09/04/turbina-eolica-vertical-urbana-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/


José Eustáquio Diniz Alves, Colunista do Portal EcoDebate, é Doutor em demografia e professor titular do mestrado em Estudos Populacionais e  Pesquisas Sociais da Escola Nacional de Ciências Estatísticas – ENCE/IBGE; Apresenta seus pontos  de vista em caráter pessoal. E-mail: jed_alves@yahoo.com.br

Fonte: EcoDebate

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros