Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Estudo da OMS mostra que sobrepeso e obesidade provocaram 481 mil casos de câncer em 2012

O novo estudo da Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer (IARC) da OMS constatou que a proporção de casos de câncer devido ao sobrepeso e à obesidade é maior em mulheres do que em homens.


O sobrepeso e a obesidade foram responsáveis por cerca de 481 mil de todos os novos casos de câncer no mundo em 2012. Esse dado revelador é destaque do novo estudo realizado pela Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer (IARC) da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Publicado pelo periódico britânico “The Lancet Oncology”, nesta quarta-feira (26), o estudo [Global burden of cancer attributable to high body-mass index in 2012: a population-based study] revela que o câncer devido ao sobrepeso e à obesidade é mais comum em países desenvolvidos, registrando 393 mil novos casos em comparação com 88 mil novos casos que surgiram em países menos desenvolvidos. A América do Norte é a região mais afetada com 111 mil casos. Em um grande contraste, a África constatou 7.300 casos.

Além disso, o estudo constatou que a proporção de casos é maior em mulheres do que em homens. “Para um tipo de câncer muito comum em mulheres em todo o mundo, como o câncer de mama na pós-menopausa, o estudo sugere que 10% destes casos poderiam ser evitados se as mulheres tivessem um peso corporal saudável”, disse uma das pesquisadoras da IARC, Melina Arnold.

Em geral, o sobrepeso e a obesidade são fatores de risco para os cânceres de esôfago, cólon, reto, rim, pâncreas, vesícula biliar, mama na pós-menopausa, ovário e endométrio, bem como para outras doenças como doença cardiovascular e diabetes.

Segundo o diretor da IARC, Christopher Wild, o número de cânceres ligados à obesidade e ao excesso de peso deve aumentar globalmente, juntamente com o desenvolvimento econômico. “Este estudo destaca a importância de se colocar em prática medidas de controle de peso eficientes, para conter o elevado número de cânceres associados ao excesso de peso corporal e para evitar os problemas enfrentados pelos países ricos”, acrescentou.

Global burden of cancer attributable to high body-mass index in 2012: a population-based study
The Lancet Oncology, Early Online Publication, 26 November 2014
doi:10.1016/S1470-2045(14)71123-4

Fonte: Fapesp

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros