Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

02 de agosto: Terra chega à sua sobrecarga de recursos naturais

A cada ano, a humanidade ultrapassa o limite de regeneração da Terra mais cedo.


A produção de alimentos para consumo humano e animais é uma das atividades que mais utiliza recursos naturais como água, energia, minerais e solo. E a cada ano, a humanidade ultrapassa o limite de regeneração da Terra mais cedo, esgotando as reservas naturais do ano antes mesmo dele acabar. Em 2017, o momento em que a demanda da humanidade sobre a natureza ultrapassou o que o planeta pode regenerar chegou no dia 2 de agosto. Em 2016, essa data havia sido no dia 8 do mesmo mês.

Para trazer a atenção das pessoas para esta data, o WWF-Brasil decidiu uma página especial em seu website com desafios e soluções ambientais em diferentes áreas. Entre os materiais, destaca-se uma série com dois vídeos e um infográfico, desenvolvida pelo programa Agricultura e Alimentos, mostrando de forma bem didática algumas questões relacionadas à alimentação, possibilitando que as pessoas percebam o poder de transformação que elas possuem a cada garfada (mais informações no final).

De acordo com o diretor-geral do WWF-Brasil, Maurício Voivodic, “a comida é uma poderosa ferramenta para influenciar a sustentabilidade. As decisões que tomamos sobre a nossa alimentação provocam impactos ambientais, sociais e econômicos nas cadeias de produção de alimentos”.

Segundo a Global Footprint Network, uma organização de pesquisa internacional que tem ajudado a mudar a forma de pensar sobre os recursos naturais, a demanda alimentar representa 28% da pegada ecológica global e o desperdício, 9%. Se cortarmos o desperdício de alimentos pela metade em todo o mundo, por exemplo, seria possível postergar o “Dia da Sobrecarga da Terra” em 11 dias.

Para Voivodic, os consumidores precisam estar em contato e exigir mais informações sobre os sistemas de produção, desde a aquisição de matérias-primas até o processo de fabricação e o destino final. “Conhecer a composição, as implicações e condições de processamento e de transporte do produto são alguns exemplos de informações que serão cada vez mais necessárias para compreender o consumo sustentável.

Além das questões de alimentação, a página do Overshoot Day no site do WWF-Brasil traz dicas e informações importantes de hábitos e consumo e campanhas da ONG – ou apoiadas por ela – que podem ajudar o consumidor a ser mais sustentável. Entre as iniciativas destacadas estão o Selo Solar (com incentivo à mini e a micro geração de eletricidade); o Borandá (disseminação de trilhas pela Mata Atlântica), Pacto das Águas (pela melhoria das nascentes no Pantanal), Madeira é Legal (com incentivo ao uso de madeira de origem legalizada, especialmente na construção civil).

Quem acessar o site pode ainda se cadastrar para receber a conta do planeta (mostrando o consumo de 100% do que estava disponível para o ano) e divulgar nas redes sociais.

O primeiro vídeo Você come e muda o planeta tem o objetivo de questionar o papel e responsabilidades de nós, consumidores, pelo futuro da vida na Terra a partir do uso da natureza para a produção de alimentos.

O segundo vídeo, que será lançado na semana que vem, O desperdício do planeta invoca a triste realidade de “jogar fora” todos recursos naturais utilizados na produção de alimentos que vão para o lixo.

O infográfico O caminho da comida busca mostrar de maneira simplificada os processos naturais, agrícolas e industriais envolvidos na produção de um prato “típico” de comida do brasileiro contendo: arroz, feijão, alface, tomate, ovo e bife.

Fonte: Ciclo Vivo

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros