Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Deixar as compras para depois do Natal garante economia

Muitas pessoas ainda não compraram os presentes de Natal; na verdade, nem sequer se planejaram para esse período de gastos excessivos. Mas isso nada mais é do que o reflexo da falta de educação financeira da maior parte da população, principal causa do endividamento e inadimplência no país. 

Uma boa ideia para não ter que comprar de última hora, gastando um dinheiro que não se tem, e não comprometer o orçamento financeiro dos meses seguintes é deixar as compras para depois do Natal, época em que shoppings, centros comerciais e lojas de rua vendem menos e, por esse motivo, dão descontos maiores.

Algumas famílias já fazem isso e conseguem uma economia significativa. Basta conversar com as pessoas que pretende presentear, tanto parentes quanto amigos, e explicar a situação. Isso faz parte do processo de educar-se financeiramente, aprendendo a respeitar o dinheiro e o padrão de vida que ele permite.
No entanto, é importante priorizar as crianças, uma vez que elas ainda não têm maturidade suficiente para entender o assunto. Para os adultos, mesmo decidindo por adiar, ainda assim é imprescindível se programar. Procure saber exatamente qual o valor que poderá destinar para essa finalidade, depois, faça uma lista das pessoas que se vai presentear, anotando também quanto se quer gastar com cada uma.

Para conseguir juntar um dinheiro até janeiro, realize um diagnóstico da vida financeira, pois todo mundo possui despesas supérfluas, entretanto, só é possível enxerga-las e cortá-las, a partir do momento que se tenha ciência delas. Para isso, faça um apontamento de despesas, registrando todo e qualquer gasto, ao longo de 30 dias, separando-os em categorias (alimentação, vestuário, combustível, etc).

A consequência de poupar antes de gastar é ter a oportunidade de pedir mais desconto, por estar pagando à vista, e de não entrar em 2014 com dívidas remanescentes. Agora, se mesmo deixando passar a época de fim de ano, você não tiver a mínima condição de comprar os presentes que queria, o melhor a fazer é trocá-los por lembranças ou ainda não presentear ninguém.

Não é vergonha alguma admitir a dificuldade do momento. Se esse for o seu caso, o importante agora é não deixar piorar, aproveitando para mudar o comportamento com relação ao dinheiro. Busque educar-se financeiramente, garantindo que, no próximo ano, o cenário seja diferente. Boas festas!

Fonte: Portal do Consumidor

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros