Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

A responsabilidade socioambiental das organizações, artigo de Roberto Naime

Atualmente, a gente liga a televisão e se surpreende a quantidade de mensagens, principalmente de bancos, que fala em modo de vida sustentável e responsabilidade socioambiental. Isto é muito bom, e indica que as grandes corporações já avaliam que as pessoas percebem nestes valores características importantes e relevantes para sua vida cotidiana.


A própria expressão socioambiental resume a concepção que explicita. Significa realizar atividades empresariais de forma sustentável, para dar continuidade aos negócios, prosperar a longo prazo e agregar valor nas ações.

Significa ter cuidados e atenção com todas as partes interessadas (também chamadas de stakeholders em inglês), desde a forma sustentável de produzir, passando por meio ambiente, governos, comunidades, funcionários, clientes, fornecedores e consumidores.

A responsabilidade socioambiental tem diferentes conceitos e concepções para as organizações, mas um eixo comum que traduz a busca da construção de uma sociedade mais justa e próspera. Isto é realizado através de projetos sociais e ações de cidadania, que envolvem a prestação de serviços voluntários, aplicação de recursos em preservação ambiental e patrocínio de projetos sociais.

Sustentabilidade conforme o conceito foi desenvolvido desde Gros Harlem Brundtland, passando por Ignacy Sachs e Amartia Sem pode ser compreendida como eficiência econômica aliada a conservação ambiental e equidade social.

Todo o escopo deste desenvolvimento envolve a compreensão e a construção de uma nova racionalidade onde as premissas sociais e ambientais são os eixos indicadores das concepções e ações.

No site do Banco do Brasil, uma das organizações que mais desenvolvem programas na área, responsabilidade socioambiental é ter a ética como compromisso e o respeito como atitude nas relações com funcionários, colaboradores, fornecedores, parceiros, clientes, credores, acionistas, concorrentes, comunidade, governo e meio ambiente.

Segundo o Instituto Ethos de Responsabilidade Social Empresarial, a empresa socialmente responsável é aquela que possui a capacidade de ouvir os interesses das diferentes partes (acionistas, funcionários, prestadores de serviço, fornecedores, consumidores, comunidade, governo e meio ambiente) e de conseguir incorporá-los no planejamento de suas atividades, buscando considerar as demandas de todos e não apenas dos acionistas ou proprietários.

A Responsabilidade Socioambiental corresponde a um compromisso de empresas que atuam na vanguarda, atendendo à crescente conscientização da sociedade, principalmente nos mercados mais maduros.

Significa revisar os modos de produção e os padrões de consumo vigentes de tal modo que o sucesso empresarial não seja alcançado a qualquer preço, mas considerando todos os impactos sociais e ambientais decorrentes da atuação da organização na fabricação dos produtos ou prestação de serviços, com os quais busca produzir valor agregado e remuneração aos investidores.

A responsabilidade socioambiental envolve investimentos sociais e ambientais realizados pelas organizações privadas e as induções, fomentos e transformações positivas que promovem nas comunidades onde as inversões ocorrem.

Existem muitas organizações governamentais que também promovem e são exemplos de atuação com responsabilidade socioambiental, mas é neste item que talvez se estabeleça uma das maiores lacunas entre a atuação do setor privado, principalmente das médias e grandes corporações, com a atuação do setor público.

Dr. Roberto Naime, Colunista do Portal EcoDebate, é Doutor em Geologia Ambiental. Integrante do corpo Docente do Mestrado e Doutorado em Qualidade Ambiental da Universidade Feevale.

Fonte: EcoDebate

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros