Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Cisternas verticais permitem o reúso de água em condomínios sem ocupar muito espaço

O sistema aproveita a captação pluvial dos próprios dutos já existentes no prédio para captar a água da chuva.


Nem sempre reaproveitar água é uma tarefa simples a falta de espaço e de recipientes adequados para o armazenamento são alguns dos impedimentos nessa missão. No entanto, as cisternas verticais podem ajudar a solucionar os dois problemas de uma só vez, seja em casas ou em condomínios.

O Condomínio Marion, no bairro do Jardins, em São Paulo, tem experimentado essa eficiência e a economia proporcionada pelos sistemas de armazenamento de água. Com a utilização da cisterna vertical modular Tecnotri, foi possível executar um projeto de instalação de cisternas sem a necessidade de reformas, mudanças estruturais ou ampliação de espaço.

O projeto conta com oito reservatórios modulares, instalados no próprio estacionamento (garagem) do condomínio, com capacidade para armazenar até oito mil litros de água. De acordo com a Engenheiro Fred Leite, o sistema aproveita a captação pluvial dos próprios dutos já existentes no prédio para captar a água da chuva e utiliza o espaço de uma área livre, no corredor da garagem.

A instalação, como acontece em todos os projetos para captação de água, tem um foco ambiental no consumo racional da água, pois diminui a quantidade de recurso gasto, mas, também tem uma importância econômica bastante expressiva. Ao invés de pagar por mais recursos hídricos, o condomínio pode usar os oito mil litros de água de reúso armazenados para realizar serviços de limpeza e rega de jardins, por exemplo.

Muitos edifícios em áreas urbanas sofrem com a falta de espaço para novas estruturas. Construídos em terrenos cada vez menores, encontrar lugares ociosos é um verdadeiro desafio. Como a cisterna vertical modular ocupa apenas 64 centímetros de largura e 1,5 metros de altura, ela pode ser instalada em corredores ou junto às paredes, como foi o caso do Condomínio Marion, onde os reservatórios ficam ao fundo das vagas de garagem, sem atrapalhar os moradores ou causar custos extras com reformas ao condomínio. “As cisternas encaixaram-se perfeitamente em pequenos espaços já disponíveis, e proporcionou um novo ambiente, muito harmonioso com o que já existia, sem agredir ou reduzir o espaço disponível na garagem dos carros, o que irá facilitar a vida de todos”, afirma o Engenheiro e representante comercial no estado de São Paulo, Fred Leite.

Fonte: Ciclo Vivo

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros