Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Programa ‘Revitalização de Nascentes’ tem novo estudo em São José

Uma série de ações desenvolvidas por universitários busca reposicionar o programa revitalização de nascentes, coordenado pela Secretaria de Meio Ambiente (Semea), de São José dos Campos.
O programa, que ocorre há duas décadas em várias partes do município, foi utilizado como principal campo de pesquisa para estudantes de Engenharia Ambiental da Unesp (Universidade Estadual Paulista) de São José dos Campos. Os alunos desenvolveram trabalhos baseados no programa para duas disciplinas.

Na Educação Ambiental, 20 alunos buscaram transformar a cartilha de nascentes do Programa de Revitalização, criada pela Semea, em conteúdo digital interativo, para ser utilizada pelo programa Escola Interativa, uma iniciativa que visa unir a tecnologia e a pedagogia dentro das salas de aula da rede municipal de ensino.

Já na disciplina voltada para a Proteção Ambiental, 26 estudantes realizaram um diagnóstico de cinco nascentes adotadas pelo município nos bairros Vista Verde, Altos de Santana, Pousada do Vale, Campo do Alemães e Pararangaba, todas áreas de grande degradação ambiental, que passam pelo processo de revitalização.

O Programa está revitalizando, desde 2006, 33 nascentes degradadas em áreas urbanas do município, com o plantio de mudas de árvores nativas da nossa região, recompondo a vegetação e mata ciliar nas Áreas de Preservação Permanente (APP).

O programa é voltado à preservação das nascentes que contribuem para a formação do Rio Paraíba do Sul, responsável pelo abastecimento de aproximadamente 15 milhões de habitantes. Suas águas são distribuídas por 180 cidades situadas ao longo do Vale do Paraíba, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, incluindo o abastecimento da Região Metropolitana da cidade do Rio de Janeiro.

Para o educador ambiental Luciano Rodolfo de Moura Machado, da Semea, o trabalho conjunto dos estudantes trará mais informações sobre o programa.

“Esta parceria com a Universidade é fundamental para que possamos avançar na continuidade do Programa Revitalização de Nascentes. É uma ótima oportunidade para todos os envolvidos, pois a Prefeitura poderá utilizar os resultados dos trabalhos, e os alunos aprendem a partir de um projeto concreto, não apenas teórico”, comentou.

A professora da Unesp Fabiana Fiore, explicou a existência de um ganho positivo tanto para universidade, aos estudantes, quanto para o poder público. Numa parceria que precisa ser intensificada.

“O nosso ganho foi à parceria com a Secretaria de Meio Ambiente, que é fantástica e nos deu uma receptividade e um apoio muito grande. Tudo isso é um ganho muito significativo para a formação dos alunos. Eu acho que é uma parceria muito feliz, porque o município fica com os dados, mas os alunos ganham conhecimento”, explicou a acadêmica.

Em breve, os estudantes da Unesp farão uma análise de qualidade de água nas 33 nascentes do município. O conceito que norteia o trabalho é o que ‘revitalizar nascentes é garantir a água potável em quantidade e qualidade para muita gente’. Empresas e organizações podem realizar a adoção de uma nascente do programa, se responsabilizando pelo plantio e consequente conservação das áreas.

* Júlio Ottoboni é jornalista diplomado, pós graduado em jornalismo científico. Tem 30 anos de profissão, atuou na AE, Estadão, GZM, JB entre outros veículos. Tem diversos cursos na área de meio ambiente, tema ao qual se dedica atualmente.

Fonte: Envolverde

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros