Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Reeducandos do regime semiaberto são contratados para trabalhar

Os reeducandos sairão da unidade prisional pela manhã e só retornarão no final da tarde, após cumprirem a jornada de trabalho


A Prefeitura de Itamaracá ofertará a detentos da Penitenciária Agroindustrial São João (PAISJ), oportunidades de trabalho remunerado e com direito à redução de pena para 20 reeducandos.

Visando fortalecer a reinserção dos detentos à sociedade por meio do trabalho, até o final desde mês de fevereiro, os reeducandos do regime semiaberto, sairão da unidade prisional, sendo monitorados por tornozeleira eletrônica, pela manhã e só retornarão no final da tarde, após cumprirem a jornada de trabalho.

Profissões

Entre os detentos selecionados pela Seres há profissionais de pintura, elétrica e encanação. O convênio ainda prevê atividades laborais nas áreas de serviços gerais englobando capinação, jardinagem, pintura e varrição de vias públicas, manutenção e recuperação de praças, canais e prédios.

Segundo o secretário-executivo de Ressocialização, Cícero Rodrigues, que todos ao redor do detendo ganha com a nova oportunidade de trabalho. "A Seres está cumprindo com o que considera prioridade para a ressocialização que é a oferta de trabalho. Ganha o detento, sua família e o sistema prisional”.

Trabalho

O trabalho externo garante à pessoa privada de liberdade (PPL) 75% de um salário mínimo, sendo 25% correspondente ao pecúlio que é entregue à PPL quando alcançar a liberdade por livramento condicional, progressão para o regime aberto ou pela extinção de pena. Com base na lei de execuções penais, o detento tem direito à redução de um dia de pena a cada três trabalhados.

O convênio tem uma duração de 12 meses podendo ser prorrogado.

Fonte: JC Online

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros