Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Empresas globais se comprometem com o manejo sustentável da água

Para promover uma estrutura global e garantir o manejo sustentável dos recursos hídricos mundiais, Nestlé, General Mills, Fundação FEMSA junto a outras 27 grandes organizações privadas e não governamentais, como Water Footprint Network, WaterAid, WWF e a The Nature Conservancy, firmaram compromisso com a Aliança para Water Stewardship (AWS).

A Aliança é uma parceria de líderes globais dedicados a promover o uso responsável da água para o manejo sustentável do recurso. A AWS reúne respostas coletivas para os desafios compartilhados da água por meio de um padrão internacional endossado por múltiplos atores.

A água é um recurso crítico comum para a saúde humana, desenvolvimento econômico e manutenção de espécies aquáticas. Devido a inúmeros fatores, incluindo a demanda por produção de alimentos, mudanças climáticas e poluição, a água doce está cada vez mais sob risco em muitas regiões.

A AWS oferece uma variedade de formas para melhorar, incentivar e reconhecer o uso responsável da água, incluindo ajuda aos membros a engajar atores locais em suas bacias e na cadeia produtiva. O padrão AWS define critérios para a abordagem Water Stewardship e foi designado para se alinhar com outras iniciativas em sustentabilidade e apoiar a certificação independente com variados níveis de reconhecimento.

“Estamos empolgados em ver estes líderes globais juntarem-se a nós na jornada em direção ao uso sustentável e equitativo da água,” afirma Michael Spencer, diretor do conselho da AWS e representante de Water Stewardship na Austrália. “Queremos assegurar que este recurso precisa da colaboração de múltiplos setores. Os governos e a sociedade civil ajudam a certificar a gestão hídrica apropriada para pessoas e natureza. As empresas podem se tornar melhor gestores para resguardar seus negócios e contribuir para a proteção de fontes de recursos hídricos que compartilham com comunidades locais,” complementa.

O padrão foi desenvolvido ao longo de um processo de mesa redonda, com múltiplos atores, que em quatro anos incluiu uma diversidade de profissionais do setor de negócios, esfera pública e interesses da sociedade civil de diversas partes do mundo, bem como projetos pilotos implantados em sete países. Ao longo do período de nove meses, companhias líderes em celulose e papel, mineração, químicos, petróleo e gás, abastecimento hídrico e agricultura aplicaram ao padrão para testar sua viabilidade e aplicabilidade. Esses projetos ajudaram a definir alvos em governança, balanço hídrico e qualidade da água.

O comunicado vem no momento em que a AWS lança o primeiro Padrão Internacional de Water Stewardship 1.0, uma estrutura global para promoção do uso sustentável da água. “O padrão permite que as empresas evidenciem a abordagem de Water Stewardship e mitigação de riscos hídricos a comunidades locais, investidores e fornecedores. Fazendo isso, o WWF acredita que as empresas irão não apenas cuidar de seu negócio, mas também demonstrar liderança na conservação do recurso,” afirmou Alexis Morgan, do WWF e diretor da mesa redonda global da água.

“Como uma empresa global de alimentos, a água é um ponto crítico para o negócio da General Mills e temos interesse e responsabilidade em proteger a qualidade e o abastecimento hídrico – essencial para que o nosso negócio busque formas de colaborar e beneficiar nossos produtores, a comunidade e o meio ambiente,” comentou Jerry Lynch, vice-presidente de sustentabilidade da General Mills.

“A Nestlé apóia os esforços da AWS em promover Water Stewardship internacionalmente e assistir companhias a gerenciarem riscos relacionados à água no nível local,” disse Carlo Galli, Conselheiro Estratégico e Técnico em Recursos Hídricos da Nestlé. “O padrão AWS permitirá que companhias avaliem melhor seu desempenho diante de uma lista de princípios, identifiquem oportunidades para aperfeiçoamentos e adotem medidas colaborativas para melhorar o uso da água.”

Fonte: Mercado Ético

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros