Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Israelense cria plano para compra de 1,4% do planeta em perigo de extinção

Uma iniciativa israelense apresentada nesta quarta-feira deseja que qualquer pessoa possa comprar partes do planeta com uma biodiversidade excepcional e em perigo de extinção, a fim de contribuir para salvar a Terra.

O projeto é obra do professor Uri Shanas, do Departamento de Biologia e Meio ambiente da Universidade Haifa-Oranim (norte de Israel), e com ele o docente pretende criar uma associação internacional, com financiamento coletivo e com uma contribuição mínima de um dólar por pessoa, para poder comprar zonas em perigo e conseguir salvá-las.

Ao contrário de outras iniciativas de indivíduos, grupos e instituições que adquirem territórios com fins de conservação, esta quer ser uma plataforma em massa, internacional e democrática, com a única missão de salvar o planeta, aponta seu promotor.

“Se conseguirmos conservar, embora seja uma pequena porcentagem (do mundo) que acolhe uma diversidade incomum de plantas e vida animal em perigo de extinção, podemos de alguma maneira interromper o atual processo de extinção das espécies”, afirma Shanas, segundo um comunicado divulgado hoje pela Universidade Haifa-Oranim.

Para poder iniciar este projeto, o professor procura reunir US$ 25 mil.

O biólogo lembra que as espécies de plantas e animais em perigo de extinção se somam a outras devido ao aquecimento global e à constante destruição de espaços abertos.

“Nem sempre podemos prever as consequências do desaparecimento de uma só espécie do ecossistema, mas há exemplos de sistemas que colapsaram e tiveram consequências nos seres humanos após a extinção de uma única espécie”, ressalta.

A iniciativa pretende comprar áreas que em seu conjunto compreendem em torno de 1,4% da superfície da Terra e são conhecidas como “pontos quentes de biodiversidade”, o que significa que têm várias plantas e animais em perigo de extinção.

A compra destas zonas e sua transformação em reservas naturais salvará as espécies e, com isso, a vida do planeta.

Se conseguir suficiente dinheiro para criar o agrupamento, batizado como TIME (This Is My Earth), qualquer pessoa do mundo, inclusive uma criança, poderá somar-se a ela com a contribuição de um dólar.

Uma vez por ano, os membros votarão como investir o dinheiro arrecadado, com base em uma lista de “pontos quentes” de biodiversidade preparados por uma equipe internacional de cientistas.

Todos os integrantes da associação terão a mesma capacidade de votar, independentemente da quantidade que tenham apresentado.

Os membros de cada país serão responsáveis da compra das zonas em suas áreas geográficas.

“O objetivo é permitir aos residentes locais tramitar seus próprios recursos naturais. Nos interessa fundar uma organização que possa ajudar a educar desde uma idade cedo a se envolver, respeitar o meio ambiente e a democracia e, sim, salvar a Terra neste processo”, conclui Shanas.

Para as doações, a página da iniciativa é http://igg.me/at/ThisIsMyEarth1.

Fonte: Terra

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros