Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 3 de julho de 2017

China inicia obras de sua primeira cidade totalmente coberta por árvores

Liuzhou Forest City hospedará no total 40.000 árvores e quase 1 milhão de plantas de mais de 100 espécies.


O Plano Diretor de Stefano Boeri Architetti para uma nova cidade verde que combate a poluição do ar já está em construção na China. A Liuzhou Forest City é a primeira cidade-floresta do mundo onde escritórios, casas, hotéis, hospitais e escolas serão inteiramente cobertos por verde de plantas e árvores.

Uma vez concluída, a nova cidade acolherá 30 mil pessoas, absorverá quase 10 mil toneladas de CO2 e 57 toneladas de poluentes por ano, produzindo aproximadamente 900 toneladas de oxigênio.

A cidade-floresta de Liuzhou será construída no norte de Liuzhou, na região montanhosa de Guangxi, na parte sul da China, em uma área que cobre 175 hectares ao longo do rio Liujiang.

A nova cidade verde será conectada a Liuzhou através de uma linha de trem elétrica e uma avenida expressa totalmente pensada para veículos elétricos. Além disso, a cidade abrigará várias áreas residenciais, espaços comerciais e recreativos, duas escolas e um hospital.

Liuzhou Forest City foi planejada para ser totalmente autossuficiente em energia. Ela utilizará energia geotérmica para o sistema de aquecimento e condicionamento do ar no interior dos edifícios e painéis solares sobre as coberturas para a geração de energia renovável.

A grande inovação do projeto de Stefano Boeri Architetti é a presença de plantas e árvores em todos os edifícios, de todos os tamanhos e funções. Liuzhou Forest City hospedará no total 40.000 árvores e quase 1 milhão de plantas de mais de 100 espécies.

A difusão das plantas não se restringe a parques, jardins e canteiros de ruas, mas também se estende às fachadas e coberturas dos edifícios, permitindo à cidade contribuir para a melhoria da qualidade do ar, absorvendo gás carbônico e poeira, diminuindo a temperatura média do ar e ilhas de calor, criando barreiras de ruído e melhorando a biodiversidade das espécies vivas, gerando habitat para aves, insetos e pequenos animais que habitam o a região.

Pela primeira vez na China e no mundo, um assentamento urbano inovador combinará o desafio da autossuficiência energética e do uso de energia renovável com o desafio de aumentar a biodiversidade e efetivamente reduzir a poluição do ar nas áreas urbanas graças à multiplicação de superfícies vegetais e biológicas urbanas.

Logo após o sucesso da Vertical Forest em Milão – que será replicado em muitas outras partes do mundo e na China em Nanjing, Xangai e Shenzhen – com o projeto da Cidade da Floresta de Liuzhou, Stefano Boeri Architetti continua suas pesquisas para uma nova geração de arquiteturas e ambientes urbanos que enfrentam mudanças climáticas, propondo novos modelos para o futuro do nosso planeta.

A Liuzhou Forest City deve ficar pronta em 2020.

Fonte: Ciclo Vivo

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros