Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Venda mundial de orgânicos cresce 157% em 10 anos

O aumento da produção e consumo de alimentos ecológicos é inegável. A venda mundial de comidas e bebidas orgânicas, na última década, registrou um crescimento de 157%, superando os 70 bilhões de dólares.

Os dados estão no último relatório sobre tendências na agricultura global, realizado pelos institutos FiBL (Research Institute of Organic Agriculture) e IFOAM (International Federation of Organic Agriculture Movements).

O estudo também revela que os Estados Unidos lideram o mercado de venda de produtos orgânicos (26,9 milhões de dólares), seguidos pela Alemanha (8,4 milhões), França (4,8 milhões) e China (2,6 milhões). No Brasil, a produção cresce 25% ao ano desde 2009, e o país é o 10º do mundo com mais solo dedicado à agricultura orgânica (705 mil hectares).

Com o aumento na percepção das vantagens de uma dieta mais ecológica, por parte dos consumidores, há um incremento na demanda por mais categorias de produtos orgânicos. Em pesquisa realizada por Tiendo em 2014, com usuários da América Latina, Inglaterra e Espanha, 38% afirmaram que gostariam que as empresas oferecessem mais opções de “produtos ambientalmente responsáveis”.

Segundo o relatório dos organismos FiBL e IFOAM, o motivo para a adoção de ecológicos varia de acordo com cada país ou região. Em partes da Europa, as preocupações ambientais se constituem como principal razão; já na China e em territórios da Ásia, “orgânico” significa maior qualidade e segurança.

Em escala global, o caráter saudável dos alimentos orgânicos é um dos principais motivos para o aumento da demanda, de acordo com artigo de Emerald Insights, publisher de estudos acadêmicos sobre comportamento dos consumidores. O texto, publicado no Journal of Consumer Marketing, também menciona que a dificuldade de acesso e os altos preços são os dois principais motivos para a resistência na hora de comprar produtos ecológicos.

Apesar do progressivo aumento da consciência ambiental e da demanda, o setor ainda não se constitui como uma prioridade para os produtores e consumidores. Nos Estados Unidos e Canadá, a venda de orgânicos representa 4% do total; e na Europa, somente 1%. Além disso, segundo FiBL e IFOAM, apenas 1% da terra agrícola mundial é orgânica. A maior parte deste solo está na Oceania (40,2%), continente com mais terras dedicadas a este tipo de cultivo. Em seguida estão Europa, América Latina, Ásia, América do Norte e África.

Em escala global, o caráter saudável dos alimentos orgânicos é um dos principais motivos para o aumento da demanda, de acordo com artigo de Emerald Insights, publisher de estudos acadêmicos sobre comportamento dos consumidores. O texto, publicado no Journal of Consumer Marketing, também menciona que a dificuldade de acesso e os altos preços são os dois principais motivos para a resistência na hora de comprar produtos ecológicos.

Apesar do progressivo aumento da consciência ambiental e da demanda, o setor ainda não se constitui como uma prioridade para os produtores e consumidores. Nos Estados Unidos e Canadá, a venda de orgânicos representa 4% do total; e na Europa, somente 1%. Além disso, segundo FiBL e IFOAM, apenas 1% da terra agrícola mundial é orgânica. A maior parte deste solo está na Oceania (40,2%), continente com mais terras dedicadas a este tipo de cultivo. Em seguida estão Europa, América Latina, Ásia, América do Norte e África.

Fonte: Ciclo Vivo

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros