Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Mais de 13 t de lixo foram retirados do Rio Acre desde julho devido à seca

Lixo foi retirado pela prefeitura e Corpo de Bombeiros de Rio Branco.
Semsur deve continuar removendo detritos até a próxima terça-feira (16).


A seca história do Rio Acre, que chegou a 1,32 metro nesta sexta-feira (12) em Rio Branco, revelou também a sujeira do manancial. Desde julho, o Corpo de Bombeiros e a Prefeitura removeram mais de 13 toneladas de detritos na zona central da capital acreana.

Entre os itens encontrados pelos trabalhadores, estão pneus e eletrodomésticos como geladeiras, fogões, tanques e lavadoras, além de restos de madeira.

Apenas entre quarta (10) e quinta (21), a Secretaria de Secretaria Municipal de Serviços Urbanos de (Semsur) removeu três toneladas de detritos e mais de 200 pneus na região entre os bairros Base e Gameleira.

O secretário da pasta, Kellyton Carvalho, afirma que a ação deve durar até a próxima terça-feira (16). Segundo ele, os pneus removidos são encaminhados à Unidade de Tratamento de Resíduos Sólidos de Rio Branco (UTRE), onde serão reciclados. O restante vai para o aterro sanitário da capital acreana.

"Com essa seca tivemos condições de fazer um trabalho mais delicado, que não tivemos a oportunidade de realizar nos anos anteriores. Possuímos uma política de recolhimento de entulhos e pedimos às pessoas que não descartem o lixo no Rio Acre. Nossa condição de recolhimento fica quase nula e o impacto ambiental negativo é imenso para o manancial", destaca.

Bombeiros removeram 10 toneladas de lixo em dois dias

O Corpo de Bombeiros realizou um mutirão no início de julho e oito militares com ajuda de quatro servidores da prefeitura retiraram 10 toneladas de lixo do Rio Acre em apenas dois dias. De acordo com o major Cláudio Falcão foram usados dois barcos, motosserras, cabos de aço e um trator cedido Departamento de Estradas e Rodagens do Acre (Deracre).

"Foi um trabalho em conjunto e a operação foi suspensa apenas devido a outras missões que precisavam ser realizadas pelos Bombeiros. Infelizmente, mesmo retirando todo esse lixo percebemos que as pessoas continuam jogando objetos no local", lamenta.

Após chuva, rio volta a apresentar vazante

Após ficar sem chuva por mais de um mês e sofrer com a severa estiagem, o Rio Acre apresentou na quarta-feira (10), pela primeira vez em 25 dias consecutivos, um aumento de 3 centímetros em 24 horas. Porém, nesta quinta-feira (11) o manancial voltou a apresentar vazante. A previsão, segundo a Defesa Civil, é que nível continue baixando.

A estiagem também atinge os municípios. Em Sena Madureira, a situação se manteve e o nível do Rio Iaco continua com 82 centímetros. Segundo o tenente José Célio Lima, choveu 18,76 milímetros na quarta-feira (10) e, com isso, o nível do manancial subiu 3 centímetros em relação à terça-feira (9).
Nos municípios de Brasiléia e Epitaciolândia o Rio Acre registrou 1,26 metro nesta quinta-feira. Já em Assis Brasil o manancial chegou a 2,85 metros e na cidade de Xapuri, o rio marcou 1,78 metro. O nível do Rio Envira chegou a 3,61 m em Feijó e o Rio Tarauacá, na cidade de mesmo nome, mediu 4,55 metros na terça. O Rio Juruá nas cidades de Cruzeiro do Sul, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo chegou à marca de 2,51 metros, 2,71 m, 1,26 m respectivamente.

Nova bomba flutuante

Mesmo com a ampliação da barragem, uma nova bomba flutuante deve ser instalada nesta sexta-feira (12), de acordo com o diretor-presidente do Departamento de Pavimentação e Saneamento (Depasa), Edvaldo Magalhães. O material já está em Rio Branco e o órgão aguardava a chegada dos flutuantes.

Após isso, está prevista a construção de uma adutora para onde deve ser canalizada a água captada pela nova bomba. Segundo Magalhães, o objetivo é manter o volume de água acima de 500 litros na ETA I e acima de 900 litros na ETA II para que não haja racionamento.

No dia 29 de julho, o Depasa instalou o terceiro flutuante na Estação de Tratamento de Água II. Atualmente o abastecimento na estação é feito com cinco bombas, que captam até 970 litros por segundo.

Seca do Rio Acre

O nível do Rio Acre em Rio Branco atingiu a marca histórica de 1,34 metro na última segunda (8). A Defesa Civil já trabalha com a possibilidade de o manancial chegar a um metro de profundidade.

Até o último dia 5, a Defesa Civil Estadual possuía planos para o nível de 1,25 metro mas, o coordenador da órgão no Acre, coronel Carlos Batista, afirmou que o estado já se prepara para níveis ainda menores.

Diante do problema, o governador do Acre, Tião Viana, assinou um decreto de situação de emergência, no dia 7 de julho, por causa da seca do Rio Acre em Rio Branco. O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) e também dizia respeito a outras cidades acreanas, que também sofrem com a estiagem.

Fonte: G1

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros