Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Londrina tem 67 vagas para construção de novos jazigos em cemitérios urbanos

A Administração de Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina (Acesf) pode implantar, já no segundo semestre, um novo projeto para construção de jazigos nos 13 cemitérios, cinco na área urbana e oito na zona rural.
Um levantamento feito pelo superintendente da pasta, Douglas Carvalho Pereira, e entregue à Câmara Municipal na semana passada mostrou que o município dispõe de 67 espaços: 15 no Jardim da Saudade, 20 no Padre Anchieta, dois no João XXIII, 30 no São Pedro e nenhum no São Paulo.

A estrutura dos cemitérios rurais, geralmente erguidos em áreas de grande extensão, podem facilitar e até agilizar a implantação da proposta. Nos distritos de Maravilha e Lerroville, a Acesf contabilizou duas mil vagas em cada um. O número cai para mil em Paiquerê, 500 em Guaravera, 200 em São Luiz, 200 em Irerê, seis na Warta e nenhum no Patrimônio Heimtal. A ideia de Pereira é construir mais duas gavetas. "Podemos usar a ardósia, mas o material, por não existir em Londrina, terá que ser adquirido de outras cidades", afirmou o superintendente. A compra será feita mediante processo licitatório. 

Pereira acredita que o projeto, já em vias de sair do papel, pode possibilitar a construção de 12 jazigos por dia. A meta é chegar até 60 por semana. "Por enquanto, ainda não escolhemos nenhum cemitério para dar o 'pontapé' inicial. Porém, há chances de começar por Maravilha, assim como no São Pedro, na JK. Estamos decidindo", adiantou.


Para driblar o baixo número de servidores - hoje são apenas 10 para executar o serviço -, a Acesf pensa em firmar parceria com o Centro de Reintegração Social de Londrina (CRESLON). "Os condenados em regime semiaberto também podem nos auxiliar", concluiu Pereira.

Fonte: Jornal O Bonde

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros