Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

terça-feira, 13 de junho de 2017

Prefeitura desiste de construir cemitério em Cachoeiro, no Sul do ES

Terreno começou a ser murado em 2016, e a obra era para ter sido concluída em janeiro deste ano, com 2.246 jazigos.


A Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, desistiu de construir um cemitério público no município. O terreno começou a ser murado em 2016, e a obra era para ter sido concluída em janeiro deste ano, com 2.246 jazigos.

A justificativa da prefeitura para não concluir os serviços é de que a área não supre a demanda necessária para uma cidade como Cachoeiro de Itapemirim, com mais de 200 mil habitantes.

Outros motivos para embargar a obra foram os impactos da instalação de um cemitério em uma área residencial, o que geraria problemas ambientais. A prefeitura disse que não foram feitos os estudos necessários, à época, para avaliar a situação.

“Desde quando parou de mexer com o cemitério, não fizeram mais nada. Está aí sujo, abandonado”, falou um morador da região.

Mesmo após seis meses da data prevista de entrega da obra, nada foi feito. Em vez disso, o mato tomou conta do terreno murado. Ao mesmo tempo, os outros cemitérios de Cachoeiro continuam superlotados.

Apesar da demora da prefeitura para definir o andamento da obra, os moradores da região disseram que já sabiam que o local não era capaz de comportar um cemitério.

“O tamanho desse cemitério, para uma cidade de mais de 200 mil habitantes não é nada. Dentro de quatro, cinco anos, esse cemitério vai estar lotado”, disse um morador.

Ao todo, Cachoeiro tem 16 cemitérios públicos. Os dois maiores, que ficam dentro da cidade, são o do Aeroporto, com 5 mil jazigos, e o do Coronel Borges, com 15 mil jazigos. Atualmente, o maior cemitério da cidade tem apenas quatro vagas, sendo que duas estão abertas e outras duas cabem num pequeno espaço.

A prefeitura de Cachoeiro informou que ainda avalia outras três áreas para o novo cemitério, mas não disse onde elas ficam nem deu um prazo para ele ficar pronto.

Fonte: G1

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros