Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

terça-feira, 13 de março de 2018

Custos com enterro podem variar de R$2.450 a R$ 30 mil reais

Sem vagas disponíveis na maioria dos cemitérios públicos, enterrar um ente querido está cada vez mais caro


A morte chega para todos e morrer custa dinheiro, ocupação de espaço urbano e despesas que atingem valores exorbitantes em alguns casos. Sem vagas disponíveis na maioria dos cemitérios públicos de Teresina, localizados nas zonas urbana e rural, enterrar um ente querido está cada vez mais caro, uma vez que somente dois cemitérios particulares da Capital dispõem de vagas suficientes para sepultamento.

De acordo com um levantamento feito pelo Jornal ODIA, os custos para morrer variam de R$ 2.450 a R$ 30 mil, dependendo do tipo de caixão escolhido, horas de velação, compra do jazigo e outras despesas. O levantamento aponta que o que mais encarece um funeral é o modelo do caixão escolhido pela família, já que existem inúmeros tipos e tamanhos com várias opções de acabamento e ferragens (os parafusos e dobradiças). Quanto mais caro o caixão, mais altas serão as taxas do serviço funerário. Também existe um preço para o sepultamento. No cemitério público, o terreno da cova é gratuito; enquanto no particular, o custo é a partir de R$ 4.600 por uma gaveta, em um dos cemitérios privados da cidade. Cremar é a outra opção e custa mais caro, chega ao valor de R$ 8.500.

Os custos com velório são variáveis de acordo com a funerária escolhida. Para velar o corpo em casa, o preço médio é de R$ 2.450, que envolve caixão sepultamentosimples, ornamentação, conservação do corpo e enterro em cemitério público. Mas esse valor sobe quando o velório ocorre nas chamadas "capelas mortuárias" e conforme o modelo do caixão escolhido pela família, assim os valores podem variar de R$ 1.200 a R$ 14 mil. A hora de velação varia de R$ 200 a R$ 150. Se uma velação demora 10h, este serviço vai custar de R$ 2 mil a R$ 1.500. Neste orçamento estão inclusos café, chás, biscoitos, café da manhã, lanches, padre para celebrações das orações e missa, além de áreas de repouso e sala de espera.

Em um cemitério particular na zona Sudeste de Teresina, o lote para jazido mais simples, de 2,30m de cumprimento por 1m de largura e 1,80m de profundidade, de uma gaveta apenas, sai por R$ 4,600; de duas gavetas R$ 6.050 e três gavetas R$ 7.350. Esses valores aumentam de acordo com a área de localização no cemitério. Além desses valores, após o enterro, a família ainda fica pagando condomínio pelo resto da vida, hoje no valor de R$ 95.

Vale lembrar que o local público onde o corpo é enterrado, na verdade, é alugado na maioria dos casos. Dentro de um prazo de 3 a 5 anos, os familiares precisam pagar novamente uma taxa para manter o corpo na sepultura. Se isso não for feito, o corpo é exumado e levado para um ossário, se existir.

Por: Luiz Carlos de Oliveira 
Fonte: Jornal O DIA

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros