Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quarta-feira, 6 de junho de 2018

SP está sob risco de nova crise hídrica com baixa do sistema Cantareira

Como a Envolverde vem alertando em seu noticiário, novamente São Paulo está sob risco de ter uma crise hídrica. Os primeiros sinais surgiram no verão pouco chuvoso e no outono praticamente seco que ainda está em vigor.


O nível de água do sistema Cantareira, principal manancial da região metropolitana de São Paulo, está em 45,8% sem considerar a reserva do chamado “volume morto”. Esse valor é um dos mais baixos que o registrado antes da crise de 2014 e 2015 e chama a atenção de especialistas. Registrar menos de 50% da capacidade antes da entrada oficial na temporada seca — entre junho e outubro –, está longe do cenário ideal. Em abril, o Cantareira recebeu um nível de chuva de 22,4 mm, quando a média para abril é de 86,6 mm, segundo medições da Sabesp.

Gostaria de sugerir entrevista com Marco Aurélio Teixeira, gerente da CAS Tecnologia e especialista em recursos hídricos, para analisar a situação e também levantar os principais problemas que uma nova crise hídrica pode trazer aos paulistanos. A ideia seria também discorrer sobre quais iniciativas o governo de São Paulo pode tomar e como cada cidadão pode contribuir para evitar o desperdício de água caso o volume de água do Cantareira continue a cair.

O especialista também esclarece que faz parte da cultura do brasileiro que mora em grandes metrópoles sempre utilizar mais água do que o necessário. “De acordo com a ONU, cada pessoa necessita de 110 litros de água para consumo e higiene, porém no Brasil, o consumo ultrapassa 200 litros para cada pessoa. O desperdício é muito grande e, se os brasileiros conseguissem reduzir em 10% o consumo de água, o país economizaria cerca de R$1,3 bilhão em recursos”, garante.

Marco Aurélio Teixeira é especialista em técnicas de medição de água há mais de dez anos. Implantou o projeto de medidores individualizados de água homologado pela Sabesp em São Paulo, que já foi instalado em mais de 40 mil pontos na cidade.

Teixeira também dá consultoria de como economizar água. Por exemplo, qual tipo de chuveiro é ideal para cada tipo de família, quais as novas tecnologias que podem ser implantadas, quais hábitos devem ser mudados, a instalação de caldeira de água em prédios com aquecimento a gás e como um medidor individual é importante para entender o gasto de água. 

Fonte: Envolverde

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros