Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Cultivo ilegal em área de preservação ambiental é destruído na Mata Norte

Uma operação da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH)constatou uma ocupação e desmatamento em duas áreas da Unidade de Conservação (UC) Mata do Engenho Água Azul, na Mata Norte do Estado.
Nas áreas, que correspondem a, aproximadamente, 10 hectares, havia cultivo ilegal de bananas. A ocupação e todo o cultivo foram destruídos, e as bananas recolhidas e levadas à Prefeitura de Timbaúba para uso na merenda escolar do município.

A operação durou três dias e foi realizada em conjunto com a Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma) e a Delegacia de Polícia do Meio Ambiente (Depoma), além da equipe de Meio Ambiente da Prefeitura de Timbaúba. O monitoramento alertou que havia ocupações irregulares nos locais. Na ação, não foram localizados os responsáveis pela plantação. Os autos de infração ainda estão sendo fechados.

Ainda durante a operação, foram apreendidos mais de 20 metros de lenha irregular para uso em fogueiras juninas e 30 pássaros de diversas espécies, como galo de campina, guriatã, trinca-ferro e canário. A lenha foi levada para a Prefeitura de Timbaúba, e as aves foram encaminhadas para o Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), no bairro da Guabiraba, no Recife, onde serão reabilitados e depois devolvidos à natureza.

Segundo a CPRH, a Mata do Engenho Água Azul é classificado como Refúgio de Vida Silvestre (RVS) e é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral criada pelo Governo do Estado em 2016. Ela abrange partes dos territórios de Timbaúba, Vicência e Macaparana, na Mata Norte, e é área remanescente da Mata Atlântica em Pernambuco. Ainda de acordo com a CPRH, o monitoramento na região sera reforçado.

Fonte: Portal FolhaPE

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros