Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 17 de julho de 2017

10 destinos religiosos para conhecer

De cemitérios a cidades inteiras, alguns dos destinos mais procurados no mundo são motivados pela fé.


ão é de hoje que a fé também está associada ao turismo. Seja para peregrinação, seja para a busca de harmonia interna ou até mesmo pela curiosidade de visitar o local no qual figuras famosas se encontram enterradas. Uma coisa é certa: destinos religiosos não faltam!

Pensando nisso, confira abaixo 10 destinos religiosos para visitar:

1. Vaticano
O primeiro lugar da lista não poderia ser outro. O Vaticano é a principal sede da Igreja Católica no mundo, sendo o local onde os Papas habitam. É também um dos menores países do mundo, uma vez que é considerado um estado independente dentro de Roma. No Vaticano encontra-se a Basílica de São Pedro, os Museus do Vaticano e a Capela Sistina, que possui afrescos pintados por Michelangelo.
Vaticano é a principal sede da Igreja Católica no mundo

2. Jerusalém, Israel

Também conhecida como Terra Santa, Jerusalém atrai milhares de visitantes e peregrinos das principais religiões monoteístas do mundo. Dentre os monumentos considerados sagrados de Jerusalém estão o Muro das Lamentações (último vestígio do Segundo Templo construído por Herodes, o Grande, sendo um dos locais mais importantes para o judaísmo), a Igreja do Santo Sepulcro (importante para os cristãos, pois seria o local onde Jesus teria sido crucificado e sepultado por três dias antes da sua ressurreição) e o Domo da Rocha (onde, para o islã, Maomé ascendeu ao céu). É também no Domo da Rocha que está a pedra onde o primeiro dos Patriarcas, Abraão (importante para os judeus, islâmicos e cristãos), teria oferecido o seu filho em sacrifício.

3. Meca, Arábia Saudita

A cidade de Meca é o destino religioso mais importante para o islã, sendo todo muçulmano obrigado a ir para lá ao menos uma vez na vida. É lá que está a Kaaba, local onde se encontra a pedra preta que teria sido entregue a Abraão pelo arcanjo Gabriel.

4. Varanasi, Índia

Varanasi ou Varanássi ou, ainda, Benares, como também é conhecida, é a cidade mais sagrada para três religiões orientais: budismo, hinduísmo e jainismo. Segundo a tradição, a cidade teria nascido a partir de uma lágrima de Shiva que caiu na costa do rio Ganges. Para os seguidores de religiões como o hinduísmo, Ganges é uma divindade materna e, por isso, acreditam que uma vida não é completa sem um mergulho em suas águas ao menos uma vez na vida. Os hindus acreditam que as águas do Ganges são capazes de purificar pecados e até mesmo curar doenças.

5. Santiago de Compostela, Espanha

O Caminho de Santiago leva os fiéis católicos para a cidade de Santiago de Compostela, local onde estão as relíquias de São Tiago Maior, apóstolo de Jesus. A rota foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco e é uma das peregrinações espirituais mais esgotantes, mas também gratificantes, tendo o seu fim na Catedral de Santiago.

6. Kyoto, Japão

Além de ser a antiga capital do Japão, Kyoto ou Quioto é também um dos mais importantes centros culturais e religiosos do país, em especial para o budismo e o xintoísmo. Kyoto também é conhecida como "a cidade dos mil templos", mas o número real de templos se aproxima dos dois mil. Alguns de seus templos também são considerados Patrimônios Culturais da Humanidade pela Unesco.

7. Aparecida do Norte, Brasil

Segundo conta a tradição, a cidade teria nascido a partir de um evento ocorrido em 1717: três pescadores teriam achado a imagem de Nossa Senhora Aparecida no rio. É lá que se encontra a segunda maior basílica do mundo, a Basílica de Nossa Senhora Aparecida – perde apenas para a Basílica de São Pedro, no Vaticano. O local já recebeu a visita de três Papas: João Paulo II, Bento XVI e Francisco.

8. Abadia de Westminster, Inglaterra

Mais conhecida como Abadia de Westminster, a Igreja do Colegiado de São Pedro em Westminster é uma grande igreja em estilo gótico e é também a igreja mais importante de Londres. O local da coroação dos monarcas do Reino Unido foi construído no século XI e reformada e concluída entre os séculos XII e XVI. Inicialmente uma igreja católica, no século XVI foi convertida em igreja anglicana. Muitos monarcas do Reino Unido estão sepultados lá, como o rei Henrique III, mas também há o túmulo de outras figuras britânicas famosas, como Isaac Newton e Charles Darwin.

9. Hollywood Forever, Los Angeles, Estados Unidos

O cemitério é famoso pelos mausoléus de figuras como Johnny Ramone (ex-guitarrista dos Ramones) e George Harrison (ex-guitarrista dos Beatles). As cinzas do músico Chris Cornell, falecido em 18 de maio deste ano, também estão no cemitério. Além disso, o local também promove eventos culturais, como a festa de Dia dos Mortos, que atrai cerca de 20 mil pessoas todos os anos.

10. Parque Memorial Japi

Esse lugar é mais que um cemitério, é também um parque, e proporcina conforto, ambiente calmo, harmônico e integração com a natureza. O Parque Memorial do Japi se tornou referência pelo Projeto Destinos SP, uma iniciativa do São Paulo Convention & Visitors Bureau. O cemitério é considerado um ponto turístico do interior de São Paulo por se tratar de um espaço cercado pela natureza, com o intuito de transmitir paz, serenidade e conexão com as lembranças mais especiais. O parque fica às margens da rodovia Dom Gabriel Couto, na altura de Cabreúva, em uma área de preservação ambiental cercada pela Serra do Japi, que é considerada Patrimônio da Humanidade pela Unesco. O Parque Memorial Japi conta com 220 mil metros quadrados e 95% de floresta nativa preservada respeitando a flora e a fauna local. Além de toda a estrutura que envolve salas de velório, capela ecumênica, sala de descanso para familiares e até cafeteria, junto ao cemitério está localizado o Parque Novos Cabreuvanos. O parque recebe esse nome pois, a cada criança recém-nascida em Cabreúva, uma árvore ganha o seu nome com placa de identificação. Além disso, o parque conta com Jardim Japonês, Jardim Sensorial, Pista de Caminhada, Arvorismo e Academia ao ar livre. O acesso ao parque é liberado aos visitantes.

Fonte: G1

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros