Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 17 de julho de 2017

O difícil caminho da última notícia

Semana importante, para a Memória, a que passou. Diadema passou a nos enviar, por e-mail, os casos de falecimentos registrados na cidade. Um belo avanço, já que há 10 anos os obituários locais são anotados a mão, via telefone, com toda a boa vontade dos agentes funerários da Prefeitura, mas sem a segurança que apenas as listagens por escrito alcançam.


Agora Memória recebe, por vias eletrônicas, os obituários diários de Santo André, São Bernardo, Diadema e Mauá. São Caetano não tem divulgado os falecimentos. E em Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra as informações continuam a ser por telefone – o que não tem causado grandes problemas, pois nas duas cidades, menores, o número de falecimentos só perde para o Cemitério Bom Jesus, de Paranapiacaba, onde são raros os sepultamentos.



FORMAÇÃO ÉTNICA

Acompanhar, e divulgar, os falecimentos é uma tarefa triste, mas fundamental. O Grande ABC de há muito deixou de ser uma região onde todos, ou quase todos, se conheciam. As sete cidades formam uma verdadeira metrópole. Seus limites são difíceis de serem observados. Onde termina Santo André e começa São Bernardo e São Caetano? E quais os limites das demais cidades?

A utilidade pública na divulgação dos óbitos é um aspecto preponderante. Mas não é isolado. Por meio dos obituários o Grande ABC consegue entender mais da sua formação étnica. De onde vêm seus moradores? Quais são os daqui originários? E os antepassados, de onde vieram?

Sistematizar estas informações permite várias leituras, algo que a página Memória procura realizar. Que os próprios cemitérios particulares, a exemplo do Vale dos Pinheirais, se empenhem nesta tarefa, contribuindo com a divulgação dos dados.

Muitos casos de falecimentos fora dos limites do Grande ABC, com sepultamentos nos nossos cemitérios, não passam pelo crivo dos serviços funerários municipais. Apenas com a divulgação pelas famílias, ou pelos cemitérios, se conseguiria, aqui, no jornal, formar um painel mais aproximado desta matéria.

Informamos, uma vez mais – a exemplo do que fazemos diariamente junto ao rodapé dos falecimentos – que todos os casos que nos chegam são divulgados, ou por esse meio impresso, mas principalmente pelo Diário On-Line, que alcança todas as partes do País e do mundo e que tem permitido o contato de famílias que muitas vezes haviam perdido o elo com algum dos seus membros.



O CASO SÃO CAETANO

Diferentemente das demais cidades do Grande ABC, São Caetano não possui um serviço funerário municipal.

São várias funerárias particulares que atuam neste setor. Em São Caetano há o Velório Municipal e os três cemitérios municipais, o São Caetano (Vila Paula), o da Saudade (bairro Cerâmica) e o das Lágrimas. Claro, nem todos os falecidos em São Caetano são sepultados na cidade. Assim é tarefa quase impossível acompanhar todos os casos de falecimentos locais. Seria preciso um contato diário com os três cemitérios, com o Velório Municipal e com as funerárias particulares.

Explicamos esse problema ao representante do prefeito José Auricchio que nos procurou, dizendo que seria importantíssimo que um funcionário público sistematizasse as informações diárias. Estamos no aguardo de providências, na esperança que a Prefeitura de São Caetano siga o exemplo das demais.



Bastitini 130 anos

Religiosidade nas Colônias

Missa solene comemorativa aos 130 anos do Batistini

Hoje, domingo, às 10h30

Local: Igreja Matriz Santo Antonio

Endereço: Estrada Galvão Bueno, 4945

NOTA – A missa lembrará também a primitiva capela do bairro, construída ao tempo da Linha Galvão Bueno, do Núcleo Colonial de São Bernardo. A capela foi demolida nos anos 70 para a construção da atual igreja matriz.



Diário há 30 anos

Quinta-feira, 9 de julho de 1987 – ano 30, edição 6489

MANCHETE – PMDB decide mandato de Sarney em votação secreta.

INFORMÁTICA (Ivone Santana) – Sistema revela 7.571 acidentes de trânsito em São Bernardo.

Software cadastra sepultamentos.

MÚSICA –“Jessé, Eterno Menino”, show em cartaz no Teatro Cacilda Becker, em São Bernardo.



Em 9 de julho de...

1957 – Sancionada a lei 304, que dá o nome de Bairro Assunção às áreas compreendidas pelas Vilas Euro, Lúcia, dos Casa, Marchi, Jardim Lavínia e Rua das Palmeiras (atual Cristiano Angeli), em São Bernardo.

1972 – Falece o médico Mário Santalucia, presidente do PMDB de Diadema. Era o virtual candidato a prefeito pela oposição.



Santos do Dia

Paulina (Vigolo Vattaro, Itália, 1865 – Ipiranga,

São Paulo, 1942. A primeira santa do Brasil. Beatificada em 1991, canonizada em 2002.

Agostinho Zhao Rong e 119 companheiros mártires

Nicolau Pick e os mártires de Gorkum

Everilda

Anatólia



Hoje

Dia da Revolução Constitucionalista de São Paulo



Municípios Brasileiros

Celebram seus aniversários em 10 de julho:

Na Paraíba, Araruna e Sousa

Em Minas Gerais, Bambuí

Em São Paulo, Bananal, Capivari, Pindamonhangaba, Rio das Pedras e Santa Isabel

Em Santa Catarina, Santo Amaro da Imperatriz

Em Goiás, São Luiz do Norte

Fonte: IBGE

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros