Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Rendimento médio da população brasileira segundo nível educacional em 2010, artigo de José Eustáquio Diniz

Um fato observado universalmente é o crescimento do rendimento das pessoas ocupadas, quando aumenta a idade e quando cresce o nível educacional dos indivíduos. Esta relação, como era de se esperar, também é válida para o Brasil, como mostram os dados do censo demográfico de 2010.
 
Rendimento médio da população brasileira segundo nível educacional em 2010

O rendimento nominal médio mensal do total das pessoas de 10 anos e mais, ocupadas na semana de referência, foi de R$ 1.344,70 em 2010, sendo que o salário-mínimo era de R$ 510,00. As pessoas de 10 a 14 anos ganhavam, em média, apenas R$ 354,50, passando para R$ 782,03 para as pessoas de 20 a 24 anos e para uma média de R$ 1.916,70 para as pessoas de 60 a 69 anos. Portanto, aumentando a idade, em geral, há um aumento da experiência das pessoas e se consolida as carreiras, o que se traduz em maiores rendimentos.

O mesmo acontece com o aumento dos níveis educacionais e o investimento em capital humano. O rendimento médio do total das pessoas sem instrução e com fundamental incompleto, no censo 2010, foi de R$ 752,56, variando de 315,33 para as pessoas de 10 a 14 anos a R$ 968,74 para as pessoas de 70 anos e mais. O rendimento médio do total das pessoas com ensino fundamental completo e médio incompleto foi de R$ 932,64, variando de R$ 519,06 para as pessoas de 10 a 14 anos a R$ 1.847,70 para as pessoas de 70 anos e mais. O rendimento médio do total das pessoas com ensino médio completo e superior incompleto foi de R$ 1.272,50 variando de R$ 860,24 para as pessoas de 10 a 14 anos a R$ 3.066,04 para as pessoas de 70 anos e mais.

O rendimento das pessoas sem diploma universitário estava abaixo da média do conjunto da população ocupada. Já o diploma de curso superior eleva o rendimento médio de maneira significativa. O total do rendimento das pessoas com ensino superior completo foi de R$ 3.665,15 variando de R$ 903,72 para as pessoas de 15 a 19 anos até R$ 6.458,15 para as pessoas de 70 anos e mais. Ou seja, o total das pessoas com curso superior ganhavam, em média, cerca de 4 vezes o rendimento das pessoas com educação menor do que o fundamental completo.

O crescimento dos níveis educacionais é bom para as pessoas e para o país. Investir no ensino de qualidade é, não só um direito humano básico, mas um caminho para se promover a mobilidade social ascendente.

José Eustáquio Diniz Alves, Colunista do Portal EcoDebate, é Doutor em demografia e professor titular do mestrado em Estudos Populacionais e Pesquisas Sociais da Escola Nacional de Ciências Estatísticas – ENCE/IBGE; Apresenta seus pontos de vista em caráter pessoal. E-mail: jed_alves@yahoo.com.br

Fonte: EcoDebate

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros