Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

terça-feira, 13 de maio de 2014

96% das cidades do CE seguem em situação de emergência devido à seca

Dos 184 municípios cearenses, 178 seguem em situação de emergência por causa da seca, de acordo com decreto do Governo do Estado do Ceará de 8 de maio e publicado no Diário Oficial do Estado. A situação de emergência foi decretada devido à irregularidade na quantidade e na distribuição temporal e espacial de chuvas, que provocou insuficiência na recarga dos mananciais, comprometendo o armazenamento de água e causando problemas no abastecimento de água para o consumo humano e animal.


O decreto, assinado pelo Governador do Ceará, Cid Gomes, entrou em vigor em 8 de maio e é válido por 180 dias. Apenas a capital e os municípios de Maracanaú, Eusébio, Horizonte e Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, além de Juazeiro do Norte e Barbalha, na Região do Cariri, e Guaramiranga, no Maciço de Baturité, estão fora do decreto.

Com a situação reconhecida, ações de socorro às famílias atingidas são agilizadas. Além disso, as cidades passam a contar com linhas emergenciais de crédito para amenizar as perdas econômicas nas áreas atingidas pelo período de seca, com a renegociação de dívidas agrícolas e expansão dos programas como o Garantia-Safra, Operação Carro-Pipa e Bolsa-Estiagem. Este último, um benefício de R$ 80 mensais pagos a agricultores familiares durante o período de vigência da emergência.

Ao todo, 1.519 municípios nordestinos e da região setentrional de Minas Gerais estão em situação de emergência reconhecida pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do Governo Federal, o que afeta mais de 10,7 milhões de pessoas.

Adutoras – O Governo do Estado anunciou na sexta-feira (9) recursos da ordem de R$ 153,7 milhões para investimento na terceira fase de construção e instalação de adutoras de montagem rápida (AMR), a fim de garantir segurança hídrica para a população cearense. Neste novo lote serão executados 417 quilômetros de adutora. De acordo com o Governo, as obras serão iniciadas ainda neste mês de maio, com prazo de execução para cada adutora de 90 a 180 dias, contados a partir da assinatura da ordem de serviço.

A ação beneficiará os municípios de Canindé, Caridade, Crateús, Nova Russas, Tauá, Caririaçu, Irauçuba, Alcântaras, Quiterianópolis, Potiretama e Maranguape. Além dos municípios, serão beneficiados os distritos de Amanari, Penedo e Itapebussu, todos localizados em Maranguape, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Nesta nova fase serão beneficiados mais de 273 mil cearenses de forma direta. 

Fonte: G1

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros