Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Protestos bloqueiam 15 rodovias em oito Estados do País

Estados mais afetados pelas paralisações são Rio Grande do Sul e Paraná
Os protestos convocados por centrais sindicais e movimentos sociais continuavam a bloquear diversas estradas do País na tarde desta quinta-feira (11). De acordo com o último boletim divulgado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), por volta das 15h10, 15 rodovias estavam interditadas em oito Estados do País.

Segundo a PRF, no horário, os Estados mais afetados pelas paralisações, que fazem parte do chamado Dia Nacional de Luta, eram Rio Grande do Sul e Paraná, onde seis e três estradas estavam interditadas, respectivamente.

No Paraná, as três interdições aconteciam em Curitiba. Dados da PRF apontam que os bloqueios já duravam mais de sete horas.

Centrais sindicais ameaçam parar pelo menos dez cidades brasileiras hoje

Paralisações devem causar transtornos para trabalhador chegar ao serviço nas principais capitais

 As centrais sindicais organizam nesta quinta-feira (11) uma greve focada em reivindicações trabalhistas, políticas e eleitorais, que deve provocar paralisações, passeatas e protestos pelo Brasil. A manifestação faz parte do Dia Nacional de Luta, movimento diferente dos protestos de rua que invadiram o País em junho, que eram apartidários e com pauta composta de reivindicações diversas.

As manifestações deverão provocar uma série de transtornos para os trabalhadores que não aderiram ao movimento, entre eles, a interdição de ruas e avenidas, suspensão do transporte de ônibus e fechamento de agências bancárias. Em assembleia ontem, o metrô de São Paulo decidiu manter a operação normal.

A pauta unificada discutida entre todas as centrais inclui o fim do fator previdenciário, redução da jornada de trabalho, reajuste para os aposentados, mudanças na equipe econômica e mais investimentos para a saúde e educação.

Protestos em São Paulo são rápidos e trânsito tem lentidão abaixo da média

Centrais sindicais realizam série de manifestações pelas rodovias e avenidas da capital

 São Paulo amanheceu com uma série de manifestações em diversos pontos da capital, mas os movimentos têm sido pontuais e rápidos, conforme apuração do R7, da Rede Record e dos repórteres Thiago de Araújo e Daia Oliver.

Apesar de provocarem congestionamento, os manifestantes vêm se dispersando e trânsito está abaixo da média para o horário, informa a CET. Às 9h, havia apenas 1 km de lentidão nas vias monitoradas pela companhia.

Um grupo de sindicalistas protestou ao longo da marginal Pinheiros, mas sem prejudicar o trânsito. Um carro de som transita quase no final do Cebolão, sentido Tietê. Segundo a CET, não há complicações na marginal Tietê.

São Paulo

Em São Paulo, as centrais sindicais que organizaram protesto na avenida Paulista decidiram encerrar a manifestação por volta das 15h. Ricardo Patah, presidente da UGT (União Geral dos Trabalhadores), alegou cansaço dos manifestantes. Segundo ele, o público, que chegou a 7.000 pessoas segundo estimativa da PM, vinha de outros protestos.

Fonte: R7

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros