Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quarta-feira, 31 de maio de 2017

As estátuas que enfeitam os túmulos revelam como a morte era tratada

Os símbolos e imagens das esculturas traduzem a cultura da época


Fundado em 1844, o Cemitério do Campo Santo tem atraído pessoas que não estão apenas interessadas em visitar seus mortos, mas conhecer a arte cemiterial. No Aprovado de sábado, 13, o repórter Pablo Vasconcelos conversou com a museóloga Jane Palma sobre as belas esculturas tumulares, em gesso ou mármore.

É importante observar que os símbolos usados nas campas e mausoléus dizem muito sobre a forma de se encarar a morte hoje e nos séculos anteriores. A museóloga explica que a imagem da coruja, por exemplo, pode ser traduzida como eterna vigilância, já que a ave não dorme à noite.

Sono, anjos, santos, chamas, colunas vazadas e outros elementos trazem interpretações de relevância histórica. Por exemplo: há imagens de chamas de velas voltadas para o alto, quando se pensava que a morte abria novas portas. Na época em que se pensava a morte com um final, as chamas eram feitas para baixo. Vale a pena rever.

Fonte: G1

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros