Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Mais uma ilegalidade envolvendo o Rio do Braz

Ana Echevenguá, moradora de Cananasvieiras, Florianópolis, SC, Brasil.

Recebi esta mensagem, em 02 de outubro de 2013, às 14:53.

“O descaso com saneamento básico segue e prossegue no Norte da Ilha por parte da CASAN.

Hoje pela manhã a minha parceira do Coral Vozes em Sintonia e companheira de muitas lutas em Canasvieiras, Clarisse, em sua caminhada cedinho, mais uma vez viu o descaso de pessoas que se acham donos da Praia.

Ao lado do trapiche de Canasvieiras tem o famoso Rio do Braz, que todos sabem a problemática. Pois bem, ali uma retroescavadeira de uma obra (construção predial) estava simplesmente abrindo caminho do Rio do Braz para desaguar os dejetos cloacais, e todas as impurezas, em nossa Baía de Canasvieiras. O buraco já era tão grande que tinha, mais ou menos, de 4/5 metros de largura, passando por de baixo do trapiche, dificultando inclusive a passagem de pessoas para o outro lado e até para subir em direção aos barcos.

Estes empresários do Ramo Imobiliário não tem noção mesmo.

Não podemos ficar quietos. Nós todos somos responsáveis. Os Donos de Barcos precisam denunciar este desmande. Os moradores que presenciam isto regularmente também.

GENTE, ACORDEM! Estão poluindo dia após dia o nosso MAR.

Que praia iremos entregar para nossos turistas, para nós moradores. Chega, né?! Junto comigo tem pessoas que também estão ajudando (...)  Mas, precisamos de todos!”


Como a mensagem foi repassada para vários destinatários, um deles assim respondeu:

“Sugiro, encaminhar o fato preferencialmente registrado em B.O. às Ouvidorias do Estado (FATMA, AGESAN, POLICIA AMBIENTAL e MPE) e ainda ao ICMBio, IBAMA, Prefeitura e suas Secretarias. E, em especial, à MIDIA E MINISTÉRIO PUBLICO FEDERAL.

Pelos conhecimentos que tenho, nenhuma movimentação de areia e/ou outro material no local poderia ser feita sem licenciamento competente.

Acredito importante também encaminhar denuncias aos emails dos representantes dos citados órgãos. 

Existe o problema do EFLUENTE  (esgoto) dito tratado na da ETE derivar para o citado Rio, quando deveria ser lançado em outro local, que representa um descaso, talvez crime ambiental. Agora, mais isto”.

Outro morador de Canasvieiras, também indignado, cedeu-me as imagens do fato narrado pelo senhor Falcão.

Não vou citar nomes. Mas, a situação é realmente caótica. Um crime ambiental atrás do outro. Comprometendo a nossa Baía de Canasvieiras. São duas tragédias anunciadas: o fim da balneabilidade e o descaso das autoridades!

Acho que devemos aproveitar as sugestões e começarmos, novamente, as reclamações aos órgãos competentes.

Quem sabe aparece alguém com boa vontade para reverter esse quadro!

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros