Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Como a morte é retratada nas artes

A única certeza da vida é a morte. Essa é uma frase que nos faz questionar a nossa própria existência, pois de um lado está a garantia de que a nossa hora chegará mais cedo ou mais tarde, enquanto que, de outro lado, está a dúvida do que isso realmente significa em um âmbito físico e espiritual. Para onde iremos? Qual será a sensação de morrer?


Essas dúvidas, que iremos solucionar somente após a nossa própria morte, é o que gera tantas ilusões, ideias e formas de retratação de algo tão natural e ao mesmo tempo tão intangível. Trazemos abaixo as seis principais formas como a morte é retratada nas artes:

A MORTE COMO TRISTEZA E SOFRIMENTO

morte como tristeza e sofrimento Como a morte é retratada nas artes

Muitas vezes a morte é retratada como um sofrimento, uma perda, algo triste e depressivo. Alguns exemplos dessa visão nas artes são obras do pintor Caravaggio, como “A morte da Virgem” e a série “Game of Thrones”, que trata a vida como algo passageiro e mostra a morte de uma forma frágil, que envolve o sofrimento da guerra, quando a vida chega ao seu fim para sempre.

A MORTE COMO UM ANJO, DELICADO OU OBSCURO

morte como um anjo delicado ou obscuro Como a morte é retratada nas artes

Uma outra forma de retratação da morte é como algo bom, que vem para libertar do sofrimento, que leva para um lugar melhor de forma angelical e às vezes um pouco obscura. Um exemplo dessa representação está na segunda temporada da série “American Horror Story”, que traz um anjo vestido de preto, elegante e fatal, que tira o sofrimento das pessoas com o beijo da morte. Outro exemplo contido na literatura brasileira são as poesias de Álvares de Azevedo, que traz figuras de mulheres como anjos intocáveis e encara a morte como alívio ao seu sofrimento.

A MORTE COMO MALIGNA E ASSUSTADORA

morte e assustadora Como a morte é retratada nas artes

Como há tantos receios com relação à morte e suas sensações, muitos autores tratam o tema de uma forma sombria, como algo ruim, maligno e assustador. Normalmente a morte é relacionada a um psicopata ou um monstro e traz consigo figuras grotescas e góticas, como caveiras, animais mortos e sangue. Alguns exemplos dessa retratação no cinema são os filmes “Premonição”, onde a morte toma a forma de uma força oculta, que persegue os personagens e assassina de forma grotesca e pinturas como “Saturno Devorando um Filho”, de Goya.

A MORTE COMO UM SER HUMANO

morte ser humano Como a morte é retratada nas artes

Em alguns momentos, há a representação da morte como um ser humano, que conta a história ou que é protagonista dela. No caso do livro “A Menina que Roubava Livros”, a morte é retratada como a narradora, que se interessa pela vida de Liesel, uma menina esperta que vive em meio à Segunda Guerra Mundial e encontra diversão na literatura. Já no filme “Encontro Marcado”, a morte toma a forma de um ser humano, que se relaciona com uma mulher e se apaixona.

A MORTE COMO RETOMADA ESPIRITUAL

morte como retomada espiritual Como a morte é retratada nas artes

Como uma das dúvidas é o que acontece conosco após a morte, um tema bastante trabalhado pela arte é o lado espiritual. Os autores tentam explicar esse fato natural de acordo com crenças religiosas ou cria situações para retratar o pós morte em forma de trama romântica. Alguns exemplos são o filme “Cidade dos Anjos”, “Ghost – Do Outro Lado da Vida”, onde o protagonista volta à Terra em busca de justiça, e o “Nosso Lar”, que retrata a visão do espiritismo com relação à morte.

A MORTE COM HUMOR

morte como humor Como a morte é retratada nas artes

A morte também é retratada nas artes como algo divertido e engraçado. Principalmente no formato de animações, os temas mais trabalhados são o pós morte, onde os personagens se encontram em um lugar além da Terra ou retornam em forma de espírito. Alguns exemplos são os filmes “Beetlejuice” (Os Fantasmas se Divertem), “A Noiva Cadáver”, “Uma festa no Céu” e o clássico “A Família Addams”.

Fonte: Blog Parque Cerejeiras

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros