Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Dia de Finados tem cão que conforta visitantes e atividades culturais

Em cemitério de Santos, cachorro da raça schnauzer usa jaleco com mensagens de conforto; na capital, haverá coral, cuidados com a saúde e as tradicionais missas


Receber uma mensagem de conforto trazida por um cão da raça schnauzer. Os visitantes do cemitério Memorial Metrópole Ecumênica de Santos, no litoral paulista, convivem com essa demonstração de carinho há mais de um ano e não será diferente nesta quarta-feira, 2, quando é celebrado o Dia de Finados.

O projeto é da jornalista Victória Girardelli, de 55 anos, que começou a trabalhar com terapia utilizando animais há 11 anos após ter feito um tratamento de saúde em São Paulo. Ela adquiriu Freud e participou de um curso para desenvolver a iniciativa. "Tive um insight e já saiu o nome: Dr. Auau. Eu estava com a ideia preparada. Fiz visitas em hospitais, casas de repouso e para crianças especiais."

O cachorro percorria corredores usando um jaleco e, para a atividade no cemitério, recebeu uma roupa personalizada. "A roupinha é de um céu com nuvens e tem bolsos com cartões com as mensagens." Freud, que morreu em setembro, teve dois filhotes: Teddy, de 11 anos, e Jung, de 10, que estão dando continuidade ao projeto.

"Fazemos as visitas no cemitério três vezes por semana. Ficamos algumas horas com vários intervalos. Passamos na frente das salas de velório e, se formos aceitos, entramos." Victória diz que a recepção é positiva. "A gente consegue arrancar sorrisos. As pessoas dão e recebem carinho. Já teve caso de quem pegou ele no colo, levou para perto do caixão e leu a mensagem em voz alta."

Programação. Nos cemitérios da capital, estão previstas as tradicionais missas e também atividades culturais e de saúde. O cemitério Vila Formosa, na zona leste da capital, terá apresentação do Coral da Guarda Civil Metropolitana das 9h às 11h.

Das 7h às 13h, integrantes da Sociedade Beneficente Cultural e Educacional Missão Resgate vão verificar a pressão arterial e a glicemia dos visitantes nos cemitérios Araçá e Consolação.

Chefe de gabinete do Serviço Funerário do Município de São Paulo, Fulvio Gianella Júnior diz que as atividades são importantes para integrar os cemitérios ao restante da cidade e à população. "Os cemitérios precisam ser incorporados à vida da cidade. Achamos que é necessário prestar homenagens e preservar a memória das pessoas que estão enterradas. Há túmulos de pessoas ilustres, mas cada túmulo tem importância para nós."

Fonte: O Estadão

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros