Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Cemitérios de São Gonçalo e Niterói agonizam sem manutenção

Há pouco mais de um ano, a aposentada Nedina de Sousa Oliveira, de 61 anos, perdeu o marido. O enterro foi feito com muito custo, no Cemitério São Miguel, no bairro de mesmo nome, em São Gonçalo. Nesta quarta-feira, Dia de Finados, a idosa voltou ao local para visitar o túmulo do companheiro. Mas, além dos sentimentos de tristeza e saudade, ela também disse se sentir revoltada com as péssimas condições do lugar. Túmulos abertos, mato alto e muita sujeira.


O cenário assustador não é exclusivo do São Miguel, outros cemitérios da cidade e até os da vizinha Niterói passam pelo mesmo descaso.

— O cemitério deveria ser um lugar tranquilo, para que as pessoas pudessem visitar familiares e amigos, mas o que a gente encontra aqui é lixo e muito mato. Fico revoltada com isso — reclamou Nedina.

Mato alto e túmulos abertos também incomodaram a família da aposentada Nazira Raposo de Azevedo, de 74 anos. Acompanhada da filha e do genro, ela se disse triste em ver as condições do cemitério:

—É desolador. Eu e minha família temos esse jazigo há mais de 40 anos. Há algum tempo, os governantes passaram a deixar o cemitério completamente abandonado.

O problema se repete nos cemitérios do Pacheco e de São Gonçalo. Já em Niterói, quem precisa enterrar um familiar no Maruí, no Barreto, precisa ter estômago forte.
— Eles deixam muitas sacolas com restos mortais exumados — reclamou a aposentada Aracy Gonçalves, de 68 anos: — Nos fundos do cemitério, há covas tão rasas que dá até para ver o crânio.

A Prefeitura de São Gonçalo respondeu que tem feito manutenção em todos os cemitérios da cidade e que o cuidado com os túmulos é de responsabilidade das famílias.

Já a Prefeitura de Niterói afirmou que, em julho, criou um grupo de estudo para otimização da gestão e da expansão dos cemitérios públicos. No dia 16, fará licitação para escolher a empresa que vai ampliar e construir gavetas e nichos. E acredita que a medida garantirá o bom funcionamento até a conclusão do processo de parceria público-privada .
Leia a nota da Prefeitura de Niterói na íntegra:

“A Prefeitura de Niterói resolveu enfrentar o problema do abandono dos cemitérios que se arrasta há décadas. Para isso, em julho, criou um grupo de estudo para otimização da gestão, da operação, da manutenção e da expansão dos cemitérios públicos da cidade. Para resolver as questões mais urgentes, fará uma licitação no próximo dia 16 para a escolha da empresa que fará a ampliação e construção de gavetas e nichos. O investimento previsto para essas obras emergenciais é de 1 milhão e 305 mil reais.

Essa intervenção garantirá o bom funcionamento da unidade até a conclusão do processo de parceria público-privada (PPP).”


Fonte: Jornal Extra

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros