Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Sócio da Global Logística espera laudo para apontar origem do incêndio químico em São Francisco

Carga de fertilizantes à base de nitrato de amonio não pertencia à empresa, que atua na área de transportes 

Um dos sócios da Global Logística e Transporte Ltda, Claudio Pereira dos Santos, disse nesta manhã para a reportagem da RICTV Record Joinville que não tem conhecimento do que ocasionou o incêndio químico porque o laudo ainda não saiu. Segundo ele, o que se sabe até o momento é que foi uma combustão sem chamas. As temperaturas não são tão altas a ponto de gerar um incêndio. O sócio também garantiu que a Global está acompanhando todo o processo para conter a fumaça e está disponível para o que for necessário.

O incêndio químico começou por volta das 23h da noite de terça (24) e formou uma coluna de fumaça que atingue, além de São Francisco do Sul, as cidades de Garuva, Itapoá, Guaratuba (litoral Sul do Paraná) e ameaça atingir São Paulo e Rio de Janeiro. Seis bairros de Sâo Francisco estão evacuados e mais de 200 bombeiros, coordenados pela Defesa Civil do Estado, trabalham na extinção do foco de reação. No galpão da empresa estavam armazenadas 10,4 mil toneladas de fertilizantes à base de nitrato de amônio.

A empresa Global atua há oito anos em São Francisco com o processo de transportes. A carga que entrou em combustão não pertencia a essa empresa, mas os responsáveis já foram notificados e também estão auxiliando na ocorrência. De acordo com Santos, no dia do acidente de seis a oito funcionários estavam no local e os que sentiram necessidade receberam os atendimentos. 

Fonte: Notícias do Dia

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros