Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Mostra sobre a flora brasileira é inaugurada em Londres

Foi aberta na quarta-feira (25/09) ao público inglês a exposição Brazilian Nature – Mystery and Destiny, que retrata o trabalho de documentação da flora brasileira feito pelo naturalista alemão Carl Friedrich Philipp von Martius (1794-1868) no século 19 – ainda hoje considerado o mais completo já realizado sobre o tema.

Composta por 37 painéis, com reproduções de imagens, ilustrações e textos explicativos, a mostra é resultado de uma parceria entre a FAPESP e o Museu Botânico de Berlim e ficará aberta à visitação na embaixada do Brasil em Londres até o dia 15 de outubro de 2013.

Já os painéis digitalizados da exposição podem ser vistos com legendas em português, inglês, espanhol, japonês e alemão no endereço: www.fapesp.br/publicacoes/braziliannature.

Durante a cerimônia de inauguração, o presidente da FAPESP, Celso Lafer, destacou que a mostra é subproduto do trabalho desenvolvido pelo Programa de Pesquisas em Caracterização, Conservação, Recuperação e Uso Sustentável da Biodiversidade do Estado de São Paulo (BIOTA-FAPESP).

“É uma exposição que combina ciência e arte. A importância da pesquisa do passado e a relevância da pesquisa do presente, portanto um bom marco de nossa presença na FAPESP Week de Londres”, disse Lafer à Agência FAPESP.

O coordenador do Programa BIOTA, Carlos Alfredo Joly, ressaltou que a FAPESP apoia desde 1995 o projeto Flora Fanerogâmica de São Paulo, que resgatou parte do trabalho feito por Martius, atualizou a descrição de novas espécies e tornou o material disponível eletronicamente.

“Trazer essa exposição para a embaixada brasileira em Londres vai dar uma visibilidade muito grande aos resultados que o BIOTA vem alcançando nos últimos anos”, disse Joly.

A cerimônia de inauguração também contou com a presença do embaixador do Brasil no Reino Unido, Roberto Jaguaribe, do secretário de Assuntos Estrangeiros e vice-presidente da Royal Society, Martyn Poliakoff, do chefe executivo do British Council, Martin Davidson, e do diretor científico da FAPESP, Carlos Henrique de Brito Cruz.

A exposição

Von Martius participou entre 1817 e 1820 de uma expedição ao Brasil para investigar a natureza dos trópicos. A aventura resultou na publicação de Flora brasiliensis, cujo primeiro volume foi lançado há 171 anos. Em 2006 foi lançado o projeto Flora Brasiliensis On-line e Revisitada, que inclui a atualização da nomenclatura usada no original e a inclusão de espécies descritas depois de sua publicação, com novas informações e ilustrações recentes.

Os painéis da Brazilian Nature – Mystery and Destiny reúnem informações e ilustrações sobre o projeto Flora Brasiliensis On-line e Revisitada e permitem comparar imagens originais com fotografias atuais de plantas e biomas e retratar alguns dos resultados de pesquisas realizadas no âmbito do projeto Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo e do programa BIOTA-FAPESP.

A exposição já passou por diversas cidades alemãs, como Berlim, Bremen, Leipizig, Heidelberg, Erlangen e Eichstätt, e também já foi exibida em Toronto (Canadá), Washington, Boston e Morgantown (Estados Unidos), Salamanca e Madri (Espanha) e em Tóquio (Japão). 

Fonte: Fapesp

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros