Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Arte em cemitério - São João Batista (RJ)

Verdadeiras obras de arte escultóricas e arquitetônicas encontram-se no Cemitério de São João Batista, na Rua General Polidoro, em Botafogo, no Rio de Janeiro.


Lá estão sepultados os restos mortais de centenas de personalidades famosas da vida brasileira, em todos os campos de atividade.

Inaugurada oficialmente em 4 de dezembro de 1852 (160 anos completados em 2012, sem alarde), bem cuidada, limpa, segura, com diligentes funcionários, a necrópole municipal é a única existente na zona sul da cidade.

A necrópole nada fica a dever a seus congêneres no exterior, como o Père-Lachaise, em Paris, na França, um exemplo de turismo fúnebre.

O Cemitério de São João Batista é o primeiro sepulcrário da América Latina a ter mapeamento virtual, com imagens podendo ser acedidas no Google Street View.

Os visitantes dispõem de um renomado historiador que empreende passeios guiados.

Os contrastes sociais, a temporalidade da vida e o derradeiro destino dos seres humanos – e das flores – estão explicitados neste pequeno e singelo poema que nos foi legado pelo ‘calon’ Jerônimo Guimarães, trovador cigano da Cidade Nova, que morreu em 3 de outubro de 1897

“Até nas Flores se encontra
 A diferença da sorte
 Umas enfeitam a vida
 Outras enfeitam a morte.”

“Umas nascem para adorno
 De ricos salões doirados
 Outras, mais tristes, ensombram
 O retiro dos finados.”


Arte no Cemitério São João Batista em Botafogo (Parte 1)

Entrada principal / Cruzeiro

por FERNANDO MOURA PEIXOTO (ABI 0952-C)
[Deferência especial para o blogue Mundo Botafogo]

“A morte acaba com tudo, mas a memória traz de volta a vida. As pessoas só existem na memória.”
– HERBERT DE SOUSA, o Betinho, (1935 – 1997)


Mausoléu dos Aviadores Militares / Mausoléu da Força Aérea Expedicionária Brasileira

Verdadeiras obras de arte escultóricas e arquitetônicas encontram-se no Cemitério de São João Batista, na Rua General Polidoro, em Botafogo, no Rio de Janeiro.


Ary Barroso / Carmen Miranda

Lá estão sepultados os restos mortais de centenas de personalidades famosas da vida brasileira, em todos os campos de atividade.


Cazuza / Família Fernandes

Inaugurada oficialmente em 4 de dezembro de 1852 (160 anos completados em 2012, sem alarde), bem cuidada, limpa, segura, com diligentes funcionários, a necrópole municipal é a única existente na zona sul da cidade.


Angelina Ferreira Pena / Alberto Santos Dumont

A necrópole nada fica a dever a seus congêneres no exterior, como o Père-Lachaise, em Paris, na França, um exemplo de turismo fúnebre.


Giovanna Vasto Bonino / Gilda de Abreu-Vicente Celestino

O Cemitério de São João Batista é o primeiro sepulcrário da América Latina a ter mapeamento virtual, com imagens podendo ser acedidas no Google Street View.


7 Joaquim Paes da Rosa / Lima Barreto

Os visitantes dispõem de um renomado historiador que empreende passeios guiados.


Família Guinle / Clarisse Índio do Brasil

Os contrastes sociais, a temporalidade da vida e o derradeiro destino dos seres humanos – e das flores – estão explicitados neste pequeno e singelo poema que nos foi legado pelo ‘calon’ Jerônimo Guimarães, trovador cigano da Cidade Nova, que morreu em 3 de outubro de 1897:


José Gonçalves de Pinho / Luiz Carlos Prestes

“Até nas Flores se encontra
 A diferença da sorte
 Umas enfeitam a vida
 Outras enfeitam a morte.”


Oscar e Rodolpho Bernardelli / Marc e Marie Ferrez

“Umas nascem para adorno
 De ricos salões doirados
 Outras, mais tristes, ensombram
 O retiro dos finados.”


Família Noronha / Família Zeferino Oliveira

“Não admira, portanto
 Bons ou maus fins dos viventes
 Quando até as próprias flores
 Tem destinos diferentes.”

Os registros fotográficos realizaram-se entre 2012 e 2013.

Parte 1

Parte 2

Fonte: http://mundobotafogo.blogspot.com.br/2015/11/arte-no-cemiterio-sao-joao-batista-em.html

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros