Colaboradores

Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Tecnologias sustentáveis: futuro na sua mão, artigo de Laís Vitória Cunha de Aguiar

Transformar ideias em ações parece muito difícil, mas com as novas tecnologias é fácil ter o futuro em suas mãos para assim transformar o mundo.
Os próprios financiamentos coletivos (sites em que as pessoas contribuem financeiramente para projetos, como Catarse e Kickante) são motivos de esperança e forma de transformar ideias em ações, ambas ideias a seguir tentaram ser financiadas dessa forma: WEletric é um aparelho criado para diminuir em 20% o consumo de energia elétrica de determinados aparelhos (https://www.youtube.com/watch?v=eDT47SEaZds ), Aguawell é um utensílio que permite economizar até 12 litros de água utilizados no banho e reutilizá-los na privada (https://www.youtube.com/watch?v=DQfF7kqe2r0).

A própria forma de se produzir energia está sendo transformada, e, a maioria dessas ideias vieram de jovens que buscam transformar mundo, o objetivo não é ganhar dinheiro, por isso aquelas que já estão disponíveis para venda não são tão caras.

Alguns jovens holandeses criaram um método de extrair energia das plantas, não é muita, mas o suficiente para abastecer uma luz de led, por exemplo. Deste modo, se utilizada em um telhado verde, além dos típicos benefícios trazidos por um telhado verde, ainda produz energia, e eles até criaram um kit para ensinar crianças como funciona e assim construírem seu Plant-e (http://plant-e.com/).

Outra tecnologia parecida criada para produzir energia a partir de plantas é um carregador de celular criado por três moças colombianas, ainda não têm o próprio site e por enquanto não está à venda, mas espero que em pouco tempo essa tecnologia maravilhosa esteja disponível para o público. A vantagem é que você pode carregar o celular onde estiver, contanto que haja uma planta por perto (http://www.ibahia.com/detalhe/noticia/conheca-o-carregador-de-celular-que-utiliza-energia-das-plantas).

Inclusive há interesse na própria juventude brasileira de produzir energia sustentável, tecnologias limpas: utilizando a energia corporal, brasileiros criaram carregador de celular, o que seria ótimo para o momento de corrida ou prática de exercício diário. Para que parar para carregar o celular? (http://forteen.pop.com.br/jovens-brasileiros-criam-carregador-de-celular-que-capta-energia-partir-movimento-corporal/).

Outra forma inusitada, porém bela, de produção energética, é produzir energia a partir do próprio ar, pois ar comprimido cria energia, só que até agora ninguém havia descoberto como tornar essa fonte inesgotável de energia em realidade. Não mais ficção, três pessoas descobriram como realizar o feito, montando a empresa LightSail Energy, nos Estados Unidos.

Como não é apenas a energia que precisa de tecnologia sustentável, um jovem holandês, Boyan Slat, criou a máquina intitulada de Ocean CleanUp para, como o próprio nome diz, limpar os oceanos em um curto período de tempo: 5 anos (http://www.theoceancleanup.com/ ). Sabiamente utilizando a força das marés, o Ocean CleanUp capta o plástico que é jogado no oceano, e depois o recicla e vende. Na costa do Japão Boyan Slat iniciará a operação de limpeza no ano que vem (http://museudoamanha.org.br/megaoperacao-de-limpeza-dos-oceanos-se-iniciara-em-2016/ ). O projeto Ocean CleanUp também foi financiado coletivamente.

Tecnologias para a área de saúde, sustentáveis, assim sendo saudáveis, também estão sendo criadas: o brasileiro Helyson Lucas Bezerra, de 19 anos, criou um projeto chamado de “Ação sinergética de antiviral natural”, em que um composto de polpa feita de acerola, caju e goiaba, com de óleo extraído da semente de romã, funcionaria como um antigripal, auxiliando o sistema imunológico. Com essa pesquisa conquistou a medalha de bronze na área de Biomedicina e Ciências da Saúde na maior feira de ciências do mundo (Intel Isef-Intel International Science and Engineering Fair). O projeto foi desenvolvido no Instituto Federal do Ceará, com apoio do Governo Federal.

Assim, com todas essas invenções, é possível que as emissões de gases efeito estufa sejam zeradas, mas é preciso que atitudes sejam tomadas agora, pois, como diria Achim Steiner, Subsecretário-geral das Nações Unidas e Diretor-geral do PNUMA: ‘Um aumento da temperatura global é proporcional ao acúmulo de longa duração dos gases efeito estufa na atmosfera, especialmente o CO2. Uma ação mais decidida agora reduz a necessidade posterior de medidas extremas adicionais para permanecer dentro dos limites seguros de emissão.’

Depois de tantas belas pesquisas e vitórias, é possível acreditar no poder de mudança da humanidade, por isso não creio em uma história, porém em todas, pois afinal a esperança é mais forte quando coletiva, assim como nosso futuro.

‘Infelizmente, no momento, o mundo não está no caminho certo. Mas, com o impulso crescente em direção a uma ação climática global, temos a oportunidade de diminuir a lacuna e manter as emissões dentro dos limites determinados pela ciência para evitar os piores impactos da mudança climática.’- Afirmou Andrew Steer, presidente e diretor-executivo do World Resources Institute.

O mundo encontra-se em uma crise econômica, social, mas a situação global pode piorar consideravelmente se o acordo climático não for selado e não for cumprido. Existe a necessidade, na atual conjuntura, de pressionar os líderes e negociadores (diplomatas), para que o acordo seja realizado e concretizado. O futuro está em nossas mãos, seja por meio das tecnologias, seja por meio de ações cidadãs.

Fonte: EcoDebate

0 comentários:

Postar um comentário

Eco & Ação

Postagens populares

Parceiros