Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Case foi apresentado durante VIII Fórum de Relações Públicas promovido pela UESPI

Participaram o social media Onildo Filho e a gerente do #cemi Maria das Dores


Durante a programação de um workshop no VIII Fórum de Relações Públicas promovido pela Universidade Estadual do Piauí (UESPI), um dos casos de sucesso apresentado foi do Cemitério Jardim da Ressurreição, que é de autoria da agência de marketing CJFlash. O workshop aconteceu na noite desta quinta-feira (26) no campus Torquato Neto, da Universidade Estadual do Piauí.

O trabalho desenvolvido pela agência junto ao #cemi, como é chamado o cemitério, já resulta em mais de 63 mil seguidores e um alcance de mais de 1 milhão de visualizações na rede social Facebook. As postagens são feitas em tom de humor, com diversos ‘memes’ relacionados ao dia a dia do cemitério e outras situações do cotidiano. A idéia é quebrar o tabu ao falar da morte e tratar como um assunto mais leve.

“No começo as redes sociais do ‘cemi’ tinham mensagens mais reflexivas e por isso não tinha muito engajamento. Então resolvemos mudar o estilho e a partir daí o case acabou tendo uma grande repercussão no Piauí e em outros estados. Foi uma aposta que nós propomos e o cliente apostou junto com a gente”, explica o redator da agência CJFlash, Onildo Filho.

Ainda durante o workshop realizado na UESPI, Onildo deu mais detalhes do trabalho desenvolvido junto ao Cemitério Jardim da Ressurreição.

“Muita gente até se questionava se o cemitério realmente existe ou se era apenas uma página de humor, mas sempre respondemos ao máximo de internautas possível e recebemos várias sugestões de post. Isso é o que aproxima ainda mais a marca dos internautas”, explica.

Para a gerente da empresa, Maria das Dores Rocha, a forma como o trabalho é desenvolvido nas redes sociais tem influenciado os clientes na compra dos jazigos, apesar de o foco da página não ser voltado especificamente para isso. Hoje o ‘cemi’ também é bastante visitado devido a outros atrativos como pista de cooper e missas campais aos domingos.

“Na realidade o intuito não foi vender. O intuito foi demonstrar a qualidade do nosso serviço e fazer com que nossos clientes tragam suas famílias para conhecer e visitar nosos cemitério. As pessoas se sentem bem a vontade, então é claro que isso aí agrega valores, aumenta o fluxo de pessoas que também aumenta a busca das pessoas querendo comprar. Está dando pra gente um retorno em forma de crescimento de porcentagem de vendas”, conta a gerente.

Fonte: Sincep

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros