Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Funerária terá de 'envelopar' cadáveres para proteger água de necrochorume

Após reportagem do Midiamax, medida deve ser cumprida em 90 dias


Cinco dias depois que o Midiamax publicou uma denúncia afirmando que em Dourados os mortos continuam sendo sepultados diretamente na terra sem nenhuma forma de proteção ao solo, o Instituto de Meio Ambiente de Dourados (IMAM) publicou no Diário Oficial a portaria número 001/2017 obrigando as funerárias a acondicionar os corpos “em invólucro protetor para os sepultamentos nos cemitérios municipais”.

A portaria foi assinada pelo diretor presidente do IMAM, o arquiteto Fábio Luis da Silva e segundo ele “a medida vem para reforçar a proteção ao meio ambiente nos locais e vale tanto para os cemitérios públicos quanto particulares”. Na portaria consta que será exigido nos sepultamentos, um invólucro no interior dos caixões, para conter o chorume liberado pelos corpos. “Assim não haverá contato de tal material com o solo ou a água dos locais”, disse o arquiteto.

A portaria dá um prazo de noventa dias para as funerárias se adaptarem a nova medida. Fábio Luís explica que os materiais são confiáveis e foram escolhidos pela viabilidade e por durar cerca de 150 anos. Os invólucros, segundo o presidente do IMAM, são aprovados pelo Instituto Tecnológico do Paraná. As empresas que não aderirem ao novo sistema dentro do prazo determinado responderão por crime ambiental.

Fonte: Midia Mix

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros