Tecnologia do Blogger.

Siga-nos por Email

Seguidores

Arquivo do blog

Pesquisar neste blog

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

4 maneiras de entender a morte segundo as religiões


Uma coisa que todas as pessoas podem ter certeza em suas vidas, é que um dia ela vai acabar. Como diz um velho ditado: “para morrer, basta estar vivo”. A morte é um assunto que, quase sempre, é tratado como um tabu. Tal atitude é totalmente compreensível, já que o evento da morte pode tirar pessoas muito queridas de perto da gente, e vice e versa. Cabe a nós sabermos lidar com essa situação e compreender que a morte é um acontecimento natural da existência humana.


A morte pode ser vista de diversas maneiras pelas pessoas, e a religião é o principal fator que influencia na maneira em que as pessoas lidam com a perda de alguém e a finitude da vida.

Listamos, de acordo com quatro religiões, as diferentes maneiras que as pessoas encaram esse acontecimento:

Catolicismo

Para o Catolicismo, a vida é uma só e a alma é eterna, isso quer dizer que, para os católicos, não existe reencarnação. A alma das pessoas podem ir para o inferno ou para o céu, dependendo de suas atitudes enquanto ainda estavam em vida. Em sinal de luto, os entes queridos rezam para que o falecido seja absolvido de suas falhas, no dia do juízo final. Além disso, costumam abrir as janelas de onde o corpo se encontra, para que a alma consiga encontrar o caminho do paraíso.

Islamismo

Para os povos islâmicos, assim como o nascimento, a morte está nas mãos de Alá e quem vive plenamente os ensinamentos do livro sagrado não deve temer a morte. Depois de deixar de viver, a alma entra na eternidade aguardando o dia do juízo final onde ela será julgada pelas suas atitudes em vida. Não há um ritual de luto específico, pois acreditam que a morte é um acontecimento natural e está nas mãos de Alá.

Budismo

Os budistas acreditam que a morte é somente o fim de uma fase de ciclo infinito de reencarnações, onde a alma vai se transformando até atingir a iluminação. Os rituais de luto são realizados entre períodos de sete dias, considerando os primeiros sete dias como o mais importante, o filho mais velho decora um altar com as coisas preferidas do falecido e os familiares meditam para que a alma atinja o renascimento.

Hinduísmo

Outra doutrina religiosa que se baseia na ideia de reencarnação é a hindu. O hinduísmo prega que existe uma lei do carma onde a alma vai se reencarnando em outros corpos, tanto humanos quanto de outros animais, em um ciclo que é conhecido como Roda de Samsara. A alma só sai desse ciclo quando atinge a iluminação, e vai para um mundo onde não existem nascimentos nem mortes.

O Memorial Parque das Cerejeiras dispõe de um serviço gratuito, chamado apoio ao enlutado, que busca apoiar familiares e amigos oferecendo apoio psicológico e conforto espiritual, com a intenção de amenizar a dor desse momento.

Fonte: Memorial Parque das Cerejeiras

Eco & Ação

Ecologia

Loading...

Postagens populares

Parceiros